Guarulhosweb
   

Quem será a próxima vítima da Uber?

Edmilson Americano*    22/03/2018 17:46

 

A Uber dá mais uma demonstração de que não tem preocupação alguma com a vida e a segurança das pessoas. Na ânsia de buscar mais lucros sem se importar com o bem comum, a empresa – já expulsa de Londres, na Inglaterra, por promover práticas abusivas nas relações de consumo e por não ter qualquer preocupação com a segurança dos passageiros – comete um verdadeiro crime nos Estados Unidos. 
 
Notícia divulgada nesta semana por toda a mídia mundial mostrou que a Uber foi obrigada a parar por tempo indeterminado todos os testes com carros autônomos nos Estados Unidos. Isto só aconteceu depois que um veículo da companhia matou um pedestre na cidade de Tempe, no Arizona. 
 
O veículo inteligente, mas nem tanto, atropelou uma mulher. Apesar do carro contar com um operador humano na direção, no momento do acidente estava em modo autônomo. A vítima foi resgatada e levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. 
 
Este é só mais um exemplo da falta de compromisso desta empresa com a segurança dos seres humanos. Eles estão realizando um verdadeiro laboratório a céu aberto com o único objetivo de aumentar seus lucros. O problema é que em vez de ratos os testes da Uber se utilizam de pessoas. Quando não dá certo, inocentes acabam mortos, como essa pedestre americana, mais uma vítima da ganância desta empresa sem escrúpulo algum.
 
A morte da americana atropelada é só mais um caso da violência proporcionada pela falta de comprometimento desta empresa com a segurança das pessoas. No Brasil, inúmeros casos de sequestros, estupros, roubos, entre outros crimes praticados por motoristas, que se aproveitam da fragilidade do sistema de admissão de parceiros, aumentam a ficha corrida da Uber. 
 
Diante de mais uma morte violenta financiada pela Uber, é possível perceber que as mazelas praticadas por essa empresa não devem parar por aí. Afinal, graças ao poder financeiro que ela tem, ainda encontra guarida para se manter atuante, sem a necessidade de garantir a segurança dos passageiros e dos motoristas sérios que passam mais de 12 horas por dia ao volante para conseguir sobreviver e – ao mesmo tempo – garantir milionários lucros para investidores que nunca passaram perto do volante de um automóvel.
 
Edmilson Americano é presidente da Abracomtaxi (Associação Brasileira das Cooperativas de Táxi) e da Guarucoop (Cooperativa dos Taxistas do Aeroporto Internacional de Guarulhos).  
 

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Anônimo 04/04/2018 15:45

    CHEGA DE UBER!

    INICIO DA UBER (CARROS EXECUTIVOS E ATENDIMENTO PERFEITO), MAS FOI SÓ PARA ATINGIR OS TAXISTAS, POIS AGORA FROTAS DE CARROS QUE NÃO SÃO VISTORIADOS ANTES MESMO DE EXERCER A ATIVIDADE, MOTORISTAS SEM PREPARO ALGUM... UBER É ENGANAÇÃO, PREÇOS PARALELOS AO DOS TAXIS, POREM A POPULAÇÃO NÃO ENXERGA!

  2. Luiz Junior 02/04/2018 23:37

    Tchau Monopólio

    Seja bem vinda UBER E OUTRAS, eram só voces taxistas serem mais humildes menos arrogantes e achando que esse monopólio era vitalicio...Americano chora menos e faz mais para os cidadões...toda ação gera reação...que derrube todos arrogantes da classe

  3. Marcio 02/04/2018 17:03

    Chora

    Acabou a mamata e a máfia choooooora???????????????????????

  4. Marcio 02/04/2018 16:59

    Ok

    Donos de frota acabou á mamata e a máfia dos táxis chooooora??????

  5. Anônimo 30/03/2018 18:30

    Ridículo

    Táxis cobram preços abusivos, hoje temos opção de um serviço com preços bem acessíveis como o UBER.

  6. RONALDO 28/03/2018 23:44

    CHORA NAO

    Estao regulamentados no Brasil, vai chorar na cama que é quentinha.

  7. Reginaldo 26/03/2018 17:23

    Olha A Parcialidade

    Essa é a Opinião de um Taxista, não deveria nem ser publicada.

  8. Danilo 26/03/2018 10:50

    Jornal tendencioso (e horroroso por sinal)

    "Notícia" escrita por membro de uma associação de taxistas. Óbvio que iria difamar a Uber. E o "jornal" têm a capacidade de divulgar isso. Uma vergonha. Falar do preço abusivo, péssimo atendimento e desrespeito no trânsito aos demais motoristas; disso ninguém fala...

  9. Beto 22/03/2018 19:56

    Conversa furada

    Os preços abusivos cobrados pelos táxis antes de terem concorrência ninguém quer comentar. Fora o péssimo atndimebto prestado pela maioria dos taxistas. O mundo quer o livre mercado e diz não ao monopólio.

Visualize todos os 9 comentários

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também