Guarulhosweb
   

Acusado de estupro, deputado deixa PT e não deve concorrer à reeleição

Paulo Manso    04/04/2018 09:41

 

O deputado estadual Auriel Brito se afastou do Partido dos Trabalhadores para se dedicar à sua defesa contra a acusação de estupro que sofreu da cunhada de apenas 15 anos. Segundo a sua assessoria, o afastamento, solicitado nesta terça-feira, 3/04, é temporário.
 
A suposta vítima, irmã de Juliana Barboza Matos de Souza, com quem Auriel mantém união estável, registrou boletim de ocorrência no dia 29/03 na Delegacia de Defesa da Mulher. Ele nega a acusação. O afastamento do partido serve para ele “ter tempo integral para se defender e provar que as acusações além de infundadas são fruto de chantagem”, afirmou sua assessoria.
 
Ainda de acordo com a assessoria do deputado, desde o ano passado ele decidiu que não vai se candidatar a deputado nas eleições de outubro. 
 
Paulistano, Auriel vive em Guarulhos desde o primeiro ano de vida. Foi eleito vereador pela primeira vez em 2000, sendo reeleito em 2004, 2008 e 2012, sempre como o mais votado do PT na cidade. É formado em matemática pela Universidade Braz Cubas, de Mogi das Cruzes, lecionou em escolas estaduais e na rede municipal de São Paulo, daí adotar o apelido político “Professor Auriel”. Em 2014, foi eleito deputado estadual com 62.009 votos.
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário