Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Enquanto busca CNPJ, Corinthians-Guarulhos garimpa promessas e tenta manter medalhões

Texto e foto: Paulo Manso    12/04/2018 22:10

 

Em menos de um ano de trabalho, o resultado pode ser considerado bastante positivo dentro das quadras. No entanto, passada a euforia por ter chegado ao vice-campeonato Paulista, ao título da Taça Ouro e aos playoffs da principal competição de voleibol do País, o momento no Corinthians-Guarulhos é de planejamento para a próxima temporada. De concreto, por enquanto, há apenas a confirmação da parceria entre o clube da Capital e a Prefeitura de Guarulhos em 2018/2019.
 
Não faltam ajustes a serem feitos: o time está sem comissão técnica; vive o período de mercado aberto de atletas sem ter o mesmo conforto financeiro de clubes rivais; e ainda tenta resolver a questão do CNPJ, que ameaça a permanência da equipe na Superliga. “Esse problema burocrático não preocupa. Existem opções no mercado para analisarmos e uma nova parceria deve ser definida logo”, afirmou o gestor do time, Anderson Marsili, ao GuarulhosWeb.
 
As tais questões burocráticas estão diretamente ligadas à da comissão técnica. Com o afastamento do técnico Alexandre Stanzioni, o time pode perder também o acordo que tem com a Associação Desportiva e Cultural São Bernardo, entidade com a qual ao ex-treinador tem ligação e que forneceu o CNPJ para o Corinthians-Guarulhos disputar a Superliga.
 
Entenda o imbróglio
O projeto de criação do time uniu vários interesses comuns. Rebaixada para a Superliga B em 2016/2017, a ADC São Bernardo não tinha condições financeiras para manter o projeto do time. Tanto Stanzioni quanto Marsili, separadamente, nutriam a ideia de formar um time de vôlei no Corinthians. Sem querer gastar com isso, o clube aproximou os dois.
 
Marsili, que era subsecretário de Comunicação da Prefeitura de Guarulhos, conseguiu sinal verde da recém iniciada administração municipal para oferecer a sede à equipe. “O prefeito Guti gostou da ideia, mas deixou claro que não haveria verba pública para isso. Corremos atrás, então, da iniciativa privada da cidade”, explicou.
 
Marsili e Stanzioni tinham uma marca forte, uma entidade com vaga na Superliga e uma sede. Faltava um “padrinho” para atrair investidores. Eles trouxeram, então, o bicampeão olímpico Serginho (que tem ligação tanto com o Corinthians quanto com Guarulhos). Como a ADC São Bernardo estava rebaixada, o Corinthians-Guarulhos, que assumiu a vaga, usou o “atalho” da Taça Ouro para, assim, ganhar o direito de entrar na elite do vôlei masculino.
 
A saída de Stanzioni, portanto, deixa “manco” esse tripé da parceria. “Eu acho que o caminho de um acerto pelo simples aluguel da vaga é complexo. No momento a relação de confiança não existe mais, já que eles quiseram afastar a associação das decisões”, afirmou Stanzioni. O ex-treinador diz que a ADC São Bernardo foi, aos poucos, deixada de lado na gestão do projeto. A entidade tem como gerente o ex-jogador Joel Monteiro.
 
Para o gestor do Corinthians-Guarulhos – que explica a saída do treinador com o fato de terem surgido divergências de ideias na gestão do time –, a chance de ficar fora da Superliga é zero. “Se não for mantido o acordo com a ADC São Bernardo, temos outras opções. Há, inclusive, a possibilidade de abrirmos um CNPJ próprio para, em um plano de longo prazo, disputarmos com um time de garotos a Superliga B, paralelamente à equipe principal, que está na A”, explicou. Neste ano, não deve ser realizada a Taça Ouro, torneio classificatório intermediário entre as séries A e B da Superliga.
 
Elenco e comissão técnica
Segundo Anderson Marsili, mais do que o problema de CNPJ, é preciso planejar a nova comissão técnica e o elenco para a próxima temporada. Ele não quis antecipar nomes para não atrapalhar as negociações, mas adiantou que o foco principal, até pela diferença do aporte financeiro feito pelos rivais, é manter os medalhões do time.
 
“Nossos esforços, hoje, são para renovar os contratos dos nossos principais jogadores, como Serginho, Rivaldo, Sidão e Riad. Essa base, mais experiente, queremos manter. E estamos negociando com jovens talentos que não estão sendo aproveitados em outros times”, disse. Ainda de acordo com Marsili, o perfil do próximo técnico deve ser o de alguém que tenha facilidade em mesclar jovens promessas com jogadores consagrados. “Temos alguns nomes e devemos definir a nova comissão nas próximas semanas”.
 
Na última quarta-feira, 11/04, o Corinthians-Guarulhos confirmou a renovação da parceria com o Supermercados Nagumo para a próxima temporada na condição de patrocinador máster da equipe. Os treinos devem ser retomados apenas em julho.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário