Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Em CEI, Zeitune admite que foto com dinheiro pode ter sido em seu escritório

Paulo Manso - Foto: Reprodução jornal Guarulhos Hoje    16/04/2018 14:08

 

Pouco mais de uma hora antes do horário marcado para o vice-prefeito Alexandre Zeitune (Rede) ser interrogado, na manhã desta segunda-feira, 16/04, pela Comissão Especial de Inquérito (CEI) que apura denúncia contra ele de suposta extorsão, a postagem de uma foto pela rede social do jornal Guarulhos Hoje levou o advogado de defesa, Leonardo Freire Pereira, solicitar a inclusão da imagem no processo. Zeitune admitiu que foto pode ter sido feita em seu escritório de advocacia. Apontado como operador de Zeitune nos áudios que motivaram a abertura da investigação, Marco Antônio Ferreira é aguardado para ser ouvido nesta terça-feira, 17/04.
 
Durante o depoimento, o vice-prefeito voltou a confirmar o nome do empresário Paulo Zhu como sendo interlocutor dele e de Marco Antônio nos áudios. O presidente da CEI, vereador Marcelo Seminaldo (PT), afirmou que pode vir a convocar Paulo Zhu para ser interrogado pelos vereadores. “Ele faz parte da conversa que motivou a investigação e, por isso, será chamado sim. É importante ouvi-lo”, disse. No entanto, a convocação depende da aprovação dos integrantes da comissão. 
 
Logo na abertura da reunião desta segunda, o advogado de defesa de Zeitune, Leonardo Freire Pereira, solicitou ao presidente da CEI que fosse juntada ao processo a foto divulgada poucos minutos antes, na qual Zeitune aparece próximo de um maço de dinheiro. “Tudo faz parte do mesmo contexto. Do mesmo processo de perseguição”, afirmou Zeitune ao GuarulhosWeb, a respeito da foto. “Me parece que é no meu escritório. Se for mesmo, estou eu, o Marco Antônio e o Paulo Zhu. Em uma questão que estávamos resolvendo. Eu já disse que ele [Paulo Zhu] é meu cliente. Eu prestei alguns serviços para ele e recebi por isso. Tudo declarado no imposto de renda. Simples assim”, completou.
 
Assim como na reunião da CEI da semana passada, houve certa tensão e troca de respostas recheadas de ironia entre Zeitune e os vereadores Seminaldo e Eduardo Carneiro (PSB). Respondendo a questões formuladas pelos membros da CEI, Zeitune confirmou relação comercial e de amizade com ambos os interlocutores e citou várias vezes que esse contato se estendia ao prefeito Guti, numa forma de tentar trazer o prefeito para o foco das investigações. Ele voltou a questionar a legitimidade da CEI – como já havia feito através de requerimento –, a reclamar de ameaças que ele e sua equipe estão sofrendo, e afirmou estar afastado a pedido de suas funções no Sicoob Unimais e na Rede Sustentabilidade.
 
Zeitune apresentou requerimentos para juntar ao processo denúncias que ele afirma ter apresentado ao prefeito Guti anteriormente, alegando que esses foram os motivos para que as acusações contra ele fossem iniciadas.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário