Guarulhosweb Guarulhosweb Rádio
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Conselho partidário

Ernesto Zanon    24/04/2018 07:46

 

Numa ação descaradamente de cunho partidário, integrantes do Conselho Municipal de Saúde, filiados ao PT, passaram a atacar sistematicamente o atendimento médico prestado no HMU (Hospital Municipal de Urgências) de Guarulhos. O secretário municipal de Saúde, Sergio Iglesias, em carta publicada em rede social, aponta que uma foto que mostrava falta de insumos na farmácia do estabelecimento e exibida em reportagem da TV Globo na sexta-feira, não retratava a realidade e pode ter sido plantada por esse grupo, com o objetivo de macular a imagem da administração municipal. 
 
Estoque 
Em visita surpresa realizada pelo prefeito Guti (PSB) no início da tarde de sexta-feira, a farmácia do HMU apresentava um bom estoque de medicamentos e insumos, demonstrando a farsa montada pela oposição. Diferente do que era cena comum no hospital, não se viu um paciente sequer acomodado indevidamente pelos corredores do estabelecimento, demonstrando mais uma vez que os integrantes do Conselho, a serviço da oposição, jogam contra a população ao difundir mentiras pelas redes sociais. 
 
Onde estavam?
Tanto mentem que nenhum desses agora “defensores da população” apareceu para denunciar os desmandos no HMU, apontado como um verdadeiro “hospital da morte” nos anos em que o PT estava à frente da administração municipal. Um dos casos mais recentes e emblemáticos, que confirmam a falta de caráter desses senhores , ocorreu em 2015. O HMU foi fechado por quase um mês pela Vigilância Sanitária, que identificou a contaminação por uma bactéria ultra resistente, que seria responsável pela morte de pelo menos quatro pacientes naquele estabelecimento de saúde. Na época, esses irresponsáveis- que são fáceis de serem identificados em postagens partidárias ao lado de figurões do PT e de sindicatos aliados - ficaram quietinhos. 
 
Audiência ou arapuca?
Outra demonstração de que a campanha contra a saúde em Guarulhos tem viés eleitoral ocorreu na região do Taboão no sábado, quando uma audiência pública foi convocada pelo Conselho para tratar do fechamento do PA Paraíso, que será transformado em uma UPA. Ignorando os trâmites burocráticos que atrasam a obra, como a liberação de verbas pela Caixa Econômica Federal, o encontro se tornou quase uma reunião do PT, tantos eram os vereadores e filiados do partido. Até um dos responsáveis pelo caos na saúde público na cidade, o ex-prefeito Elói Pietá, que teve oito anos para fazer e não fez o que cobra agora, apareceu para posar do bom moço. 
 
Claque organizada
A audiência reuniu cerca de 200 pessoas. Metade eram assessores dos próprios vereadores petistas e filiados ao partido. Os demais representantes da população. Iglesias, como secretário de Saúde, foi ao local para prestar os esclarecimentos necessários. Porém, a claque que estava lá com o propósito de não ouvir deixou evidente que tudo não passava de um jogo de cena, com fins eleitorais. Tanto que nesta segunda-feira um vídeo editado, que tirou a fala do secretário do contexto em que foi dita, começou a ser espalhado nas redes sociais. Diante de toda essa manipulação, será que alguém acredita que esse grupo, que esteve 16 anos no poder, está interessado em defender o povo?
 
Mentiras plantadas
Também no final de semana, coincidentemente (sqn), espalharam-se nas redes mais fake News. Um comunicado datado de 2017 orientava a população a não procurar o Hospital Municipal da Criança e do Adolescente, que chegou a ser fechado por um final de semana para que houvesse uma reorganização do sistema. No intuito de confundir a população, dispararam o texto vencido como se fosse de agora. Em outra publicação, pegaram um comunicado emitido por um Saae do interior de Alagoas, inseriram a palavra Guarulhos, e distribuíram nas redes para avisar que toda a cidade estaria sem água nesta terça-feira. A quem será que interessa tanta notícia falsa, não? 
 
Investimento maior
E que ninguém pense que a atual administração está satisfeita com a situação da saúde no município. Muito diferente disso. Tanto que o prefeito Guti, em 2017, seu primeiro ano de gestão, investiu quase 32% do orçamento municipal na área, quando a lei determina 15%. Os resultados podem até não serem perceptíveis por boa parte da população, que exige soluções imediatas.  Mas a situação melhorou sim, para desespero desses defensores do caos. De 37 indicadores que medem a qualidade dos serviços de saúde prestados à população, 35 apresentaram resultados positivos no ano passado. Pode até ser que a oposição não se importe com a vida das pessoas, mas a queda da mortalidade infantil de 12,4 para 11,4 em 2017 significa uma criança a mais viva no grupo de cada mil nascidas na cidade. 
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

15/05 07:40
Na marra
10/05 07:54
No Estadão e na CBN
09/05 07:48
Bate e volta
08/05 07:36
Armação ilimitada
04/05 07:43
Os pais da baderna