Guarulhosweb
Guarulhosweb

Ibovespa cai 1,82% em dia de decisão de juros nos EUA

Paula Dias    02/05/2018 18:38

 


A manutenção do tom gradualista do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) não foi suficiente para anular as perdas no mercado acionário brasileiro nesta quarta-feira, 2. Evento mais esperado do dia, a reunião de política monetária do BC dos Estados Unidos mostrou ainda um discurso moderado por parte de seus dirigentes. No entanto, as diferentes análises do comunicado incentivaram um pequeno aumento nas apostas de um aperto monetário mais intenso, o que tornou a intensificar a aversão ao risco no período da tarde.

O Índice Bovespa terminou o dia aos 84.547,08 pontos, em queda de 1,82%. Os negócios somaram R$ 11,7 bilhões. Desde cedo, o desempenho das bolsas de Nova York foi acompanhado de perto, sempre com a expectativa pelo Fed no pano de fundo dos negócios. No pior momento da manhã, o Ibovespa chegou a cair 1,75%.

Como esperado, a taxa dos Fed Funds foi mantida entre 1,50% e 1,75%, por unanimidade. No texto, os diretores do Fed fizeram uma avaliação otimista sobre o mercado de trabalho, mas demonstraram tranquilidade em relação às pressões inflacionárias. Os membros do Fomc afirmam que o mercado de trabalho "continuou a se fortalecer" e preveem crescimento forte no emprego e nos investimentos.

Como a reação inicial ao Fed, as bolsas de Nova York reverteram as perdas e passaram a subir moderadamente, suavizando as perdas do Ibovespa. Mas o movimento durou pouco e os índices em NY voltaram ao terreno negativo, renovando mínimas no dia. Com isso, o Ibovespa chegou a cair 2,01% na última hora de negociação.

Apesar da forte expectativa com a conclusão da reunião do Fed, outros fatores foram determinantes para o viés negativo do mercado brasileiro, segundo apontaram operadores e analistas. Um deles teria sido essencialmente técnico, devido à ocorrência do feriado na terça-feira, que manteve o mercado brasileiro fechado, enquanto os negócios seguiram normalmente em Nova York. Com as quedas dos ADRs na terça, houve ajustes hoje para reduzir o descompasso entre os valores dos papéis.

Outro motivo apontado para a queda foi o desempenho negativo das ações do setor financeiro, que responde por mais de 25% da composição da carteira do Ibovespa. O grupo foi liderado por Itaú Unibanco PN, que despencou 4,51%, como reação ao balanço divulgado ontem. O banco reportou lucro líquido recorrente de R$ 6,42 bilhões no 1º trimestre, levemente acima da expectativa do mercado, de R$ 6,37 bilhões.

Os papéis de commodities tiveram menor influência nos negócios hoje. Petrobras ON teve baixa de 0,24% e Petrobras PN recuou 1,61%, em meio a um dia de instabilidade nos preços do petróleo. Vale ON subiu 0,08%.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário