Guarulhosweb Guarulhosweb Rádio
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Armação ilimitada

Ernesto Zanon    08/05/2018 07:36

 

O vazamento de uma conversa mantida por integrantes do grupo de WhatsApp do PT guarulhense evidenciou a farsa que o partido vive não só em nível nacional como municipal. Toda a confusão protagonizada pelos integrantes da sigla contra membros do Movimento Brasil Livre, que forçou a intervenção da Guarda Civil Municipal, não passou de algo orquestrado com o objetivo de atingir o governo Guti, que nada tinha a ver com o ato ou mesmo com o projeto de lei, que seria discutido na Câmara Municipal. O mentor seria o deputado estadual Alencar Santana (PT), aquele que adora uma confusão. Nas redes sociais, a vereadora Genilda (PT) perdeu a linha diante do vazamento. 
 
Conversa vazada
Em print da conversa, revelado pelo colunista Pedro Notaro, em sua página no Facebook, ficou claro que os petistas deveriam forçar as ações para atingir o secretário de Segurança Pública, o vereador licenciado Gilvan Passos (PSDB), até que ele viesse a perder o cargo. Pelo insano raciocínio daqueles que só querem ver o circo pegar fogo, essa seria uma maneira do titular voltar à Câmara e assim derrubar o mandato de Geraldo Celestino (PSDB), que assumiu o posto por ser o primeiro suplente da sigla. O PT entende que a manobra enfraqueceria a base de apoio ao prefeito no Legislativo, já que Celestino – como vice-líder do Governo – é um dos mais articulados parlamentares. 
 
Pela culatra
Mesmo aqueles que distorceram os fatos e postaram nas redes sociais apenas cenas que lhes interessavam, omitindo as provocações e agressões promovidas pelos grupos ligados ao PT, se deram mal. A maior parte dos internautas, que intervieram com comentários, aplaudiu a ação da GCM e condenou as práticas do partido que levou Guarulhos ao caos por 16 anos. Ficou evidente que a Guarda só agiu para defender a ordem no entorno da Câmara, diante de uma situação praticamente insustentável, patrocinada pelo PT, como agora está mais do que claro. 
 
Inteligência?
Como o projeto do vereador do DEM, Laércio Sandes, que defende a “escola sem partido”, deve voltar à pauta da Câmara nesta terça-feira, grupos prós e contra podem voltar à Casa mais uma vez, gerando uma nova rodada de caos anunciado. Novos confrontos só interessam mesmo àqueles que não sabem perder e querem vencer pela força e truculência. Se houver inteligência de um dos lados, basta não aparecer no Legislativo, já que os vereadores podem muito bem encaminhar a votação sem a necessidade de pressão externa. Neste caso, se o povo da truculência não tiver com quem brigar, restará a eles apenas dar murro em ponta de faca. 
 
Em Niterói
Acompanhado do titular da SDCETI (Secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e Inovação), Rodrigo Barros, o prefeito Guti esteve neste início de semana em Niteroi, no Rio de Janeiro, onde participou de Reunião Geral da Federação Nacional de Prefeitos. Além dos contatos gerais, Guti estreitou ainda mais a relação com representantes do governo francês, que já estiveram em Guarulhos e que demonstram grande interesse em promover investimentos na cidade. 
 
1
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

15/05 07:40
Na marra
10/05 07:54
No Estadão e na CBN
09/05 07:48
Bate e volta
04/05 07:43
Os pais da baderna