Guarulhosweb
   

Bate e volta

Ernesto Zanon    09/05/2018 07:48

 

Apesar do Encontro Geral da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), que teve início domingo ter se encerrado nesta terça-feira, em Niterói, o prefeito de Guarulhos, Guti, que seguiu para a cidade carioca no domingo, já estava de volta à cidade na noite de segunda-feira, depois de cumprir as principais agendas do evento. No Rio, ele participou de rodadas de discussão com bancos estrangeiros, que têm linhas de crédito voltadas às Prefeituras, além de se aproximar ainda mais da Agência Francesa de Desenvolvimento e da Embaixada daquele país, com quem o município mantém adiantadas negociações. 
 
No Palácio
Nesta terça-feira, quando a Frente Nacional de Prefeitos recebeu previdenciáveis a quem apresentou a Carta de Niterói, com reivindicações comuns dos municípios, Guti já estava cumprindo agendas em São Paulo, junto ao governador Márcio França e a diversos outros prefeitos do Alto Tietê, ligados ao Condemat, consórcio do qual Guarulhos faz parte. Por aqui, tratou de importantes questões ligadas diretamente aos interesses da cidade. 
 
Contra a população
A paralisação na Viação Campo dos Ouros, deflagrada na madrugada nesta terça-feira pelo Sincoverg (Sindicato dos Condutores), que é presidido pelo vereador petista Maurício Brinquinho, pegou não só a população de surpresa. Nem empresa, nem prefeitura e nem a Guarupass (Associação que congrega as empresas) tinham a mínima ideia sobre a greve, que teve como pano de fundo o atraso no pagamento do vale alimentação aos funcionários. Como sempre, a ação do Sindicato penalizou – mais do que ninguém – os passageiros. 
 
Paralisação "oportunista"
Segundo a coluna apurou, o pagamento do Vale Alimentação por parte da empresa já estaria programado para ser realizado na manhã desta terça-feira. Ou seja, não havia a necessidade do movimento capitaneado pelo sindicato. Em tempo, na última quinta-feira, Brinquinho – durante conversa com o secretário de Segurança Pública, Gilvan Passos, após confusão no entorno da Cãmara – ameaçou: “na terça-feira, vamos parar Guarulhos”. Ele até que tentou, mas não conseguiu, para sorte das pessoas de bem. 
 
 
Sem foro privilegiado
Com a decisão do Supremo Tribunal Federal, na semana passada, de limitar o foro privilegiado de políticos nas mais diferentes esferas, diversas ações contra governadores e deputados federais, que tramitavam na corte maior, começaram a voltar para a primeira instância. Já há parlamentares, ligados a Guarulhos, que calculam o prejuízo eleitoral que poderão ter neste momento, em que a campanha para a reeleição se aproxima. 
 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

15/05 07:40
Na marra
10/05 07:54
No Estadão e na CBN
08/05 07:36
Armação ilimitada
04/05 07:43
Os pais da baderna