Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Balanços e cúpula entre Trump e Putin direcionam negócios em NY

Victor Rezende    16/07/2018 18:34

 


Os mercados acionários americanos encerraram o pregão desta segunda-feira, 16, sem direção única à medida que os investidores monitoraram a cúpula entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o da Rússia, Vladimir Putin e estiveram atentos à temporada de balanços, que teve início na semana passada.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,18%, aos 25.064,36 pontos; o S&P 500 recuou 0,10%, aos 2.798,43 pontos; e o Nasdaq teve baixa de 0,26%, aos 7.805,72 pontos.

O encontro histórico entre Trump e Putin em Helsinque, Finlândia, foi o principal atrativo do dia. Após uma reunião de cerca de duas horas, os dois líderes sinalizaram uma ação conjunta no setor de energia no momento em que o líder americano luta para baixar os preços do petróleo e em que a Casa Branca estuda usar suas reservas estratégias de petróleo para esse fim. Além disso, no fim de maio, Putin frisou que gostaria de ver o barril do petróleo em torno de US$ 60.

Os preços do petróleo não reagiram e apresentaram forte queda, com os contratos em Nova York e em Londres em queda de mais de 4%. Não por acaso, ações do setor de energia também registraram perdas: Chevron caiu 0,85% e ExxonMobil cedeu 0,98%. Já o subíndice de energia do S&P 500 encerrou em baixa de 1,18%, aos 557,42 pontos.

Já a temporada de balanços continuou firme e forte. Durante a manhã, o Bank of America informou que o lucro subiu de US$ 5,1 bilhões no segundo trimestre do ano passado para US$ 6,8 bilhões (US$ 0,63 por ação) no mesmo período deste ano. Analistas consultados pela FactSet esperavam ganho de US$ 0,57 por ação. Apoiado pelo balanço positivo do banco, o setor financeiro liderou os ganhos, com o Bank of America saltando 4,31%, o JPMorgan subindo 3,97% e o Citigroup avançando 3,67%.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário