Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

12% dos alunos da rede municipal em Guarulhos estão obesos

Katia Russões    20/07/2018 12:43

 

Avaliação realizada pela Secretaria Municipal da Saúde, em 2017, aponta que 12% das crianças em período escolar na rede municipal de educação têm obesidade, o que equivale a 111.431 alunos. É o mais recente levantamento da Prefeitura a respeito, por meio do Programa Saúde na Escola (PSE). O PSE encaminhou os estudantes a buscar uma UBS para acompanhamento, por meio de consultas médicas e participação em grupos de orientação.
 
O programa é desenvolvido em parceria das Secretarias da Saúde e de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel). O trabalho estabelece uma política intersetorial entre os Ministérios da Saúde e da Educação e é responsável também pela promoção da segurança alimentar e nutricional, bem como da alimentação saudável focada na prevenção da obesidade infantil, desenvolvida em todas as escolas que participam do programa. A Secretaria da Educação conta ainda com um grupo de nutricionistas para acompanhar esses casos, prestando orientações.
 
Para o Ministério da Saúde, a obesidade infantil está ligada a vários fatores sociais e ambientais. O problema pode estar relacionado à má alimentação, rotina e o uso de substâncias como gordura e açúcar, na conservação dos alimentos industrializados.
 
Os casos detectados nas unidades de ensino do município são acompanhados de perto por educadores e unidades de saúde próximas às residências do paciente. Segundo a Secretaria de Saúde de Guarulhos, é difícil discutir o diagnóstico com as famílias, uma vez que muitos não aceitam ou não enxergam o quadro de obesidade de seus filhos e acabam negligenciando, não seguindo as orientações dadas e não procurando a UBS, que é o serviço responsável por efetuar o encaminhamento ao endocrinologista.
 
Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, crianças com obesidade aos 2 anos têm 75% de chance de ser obeso na vida adulta. Este quadro clínico estaria relacionado com o desenvolvimento de diversas doenças de curto e longo prazo, como diabetes, resistência à insulina, hipertensão, dislipidemias, distúrbios psicológicos, complicações gastrointestinais, doenças cardiovasculares.
 
O PSE
O Programa Saúde na Escola é pautado em 12 ações, entre elas, a promoção da alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil, orientando os pais e profissionais da educação sobre a importância da adoção de uma alimentação saudável e de valores acessíveis para as crianças e jovens.
 
Além disso, conta também com o Grupo de Trabalho Intersetorial (GTI), com ações de planejamento desenvolvidas em conjunto entre as equipes das escolas, Departamento de Orientações Educacionais e Pedagógicas (Doep) e as equipes de Atenção Básica. E as Unidades Básicas de Saúde (UBS) realizam avaliação antropométrica (checagem de peso e altura), nutricional e psicológica nas crianças matriculadas na rede municipal de ensino.
 
A Secel, por meio da Divisão Técnica de Programas e Projetos Complementares à Educação Básica do Doep, com base na Proposta Curricular promove ações de incentivo desde a Educação Infantil (Creche e Estágio) até o Ensino Fundamental (1º ao 5º Ano), para que as crianças conheçam diversos alimentos e suas propriedades nutritivas, valorizando hábitos alimentares saudáveis como um fator essencial para o crescimento e prevenção de doenças como desnutrição, obesidade, entre outras. E estas ações são compartilhadas com os pais nas reuniões e sempre que há necessidade, buscando a parceria entre a escola e a família, fortalecendo verdadeiramente essa prática.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário