Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Kepa nega pressão extra por chegar ao Chelsea como goleiro mais caro da história

Redação Guarulhosweb    09/08/2018 13:03

 


Apresentado oficialmente nesta quinta-feira como novo reforço do Chelsea, o espanhol Kepa Arrizabalaga negou que sinta uma pressão ou uma responsabilidade extra por ter sido contratado junto ao Athletic Bilbao por 80 milhões de euros (cerca de R$ 344 milhões) em uma negociação que o tornou o goleiro mais caro da história do futebol.

Como se não bastasse a fortuna desembolsada pelo clube inglês, que aceitou pagar esta quantia fixada como multa rescisória de contrato pelo time da Espanha, o jovem de 23 anos ainda chegará para ocupar a vaga aberta pelo belga Thibaut Courtois, eleito o melhor goleiro da Copa do Mundo da Rússia e apresentado, também nesta quinta, como novo reforço do Real Madrid.

Toda essa responsabilidade, porém, não incomoda Kepa, um dos três goleiros que foram convocados para defender a Espanha no Mundial de 2018 e que assinou um longo contrato de sete anos com o clube de Londres.

"O preço (de sua contratação) é o preço e não sinto uma responsabilidade extra por isso. Isso é algo em que eu não penso. Apenas quero ser eu mesmo, o mesmo que sempre fui. Sei que o Chelsea fez uma grande aposta e vou tratar de dar o meu melhor ao clube para corresponder a esta confiança", afirmou o jogador, durante a apresentação realizada no estádio Stamford Bridge.

Ao ser adquirido por este montante, Kepa foi protagonista da negociação cujo valor superou a recente transação recorde de um goleiro, que havia ocorrido no mês passado com a contratação de Alisson pelo Liverpool. O brasileiro saiu da Roma em um negócio cujo valor total pode chegar a 72,5 milhões de euros (cerca de R$ 326 milhões no dia da aquisição), sendo que 62,5 milhões são fixos e outros 10 milhões acordados serão pagos de acordo com metas alcançadas pelo jogador da seleção brasileira.

E o jogador espanhol aproveitou a sua apresentação oficial para lembrar que a sequência de contratações expressivas de goleiros nos últimos tempos também está servindo para proporcionar uma maior valorização dos jogadores desta posição ao redor do mundo, tendo em vista o fato de que até pouco tempo atrás aquisições de atletas que jogam no gol por valores considerados altos ocorriam com uma frequência bem menor.

"O mercado (do futebol) subiu muito os preços nos últimos anos, algo que também é consequência das rendas dos clubes com televisão por diferentes meios (como por exemplo as vendas milionárias de direitos de TV). Creio que (o pagamento de altas quantias por goleiros) é uma boa maneira de dar valor à figura do goleiro", enfatizou.

Antes de Kepa e Allison trocarem de clube em transações com valor recorde, em junho do ano passado o brasileiro Ederson também se tornou um dos goleiros mais caros de todos os tempos ao ser contratado pelo Manchester City junto ao Benfica por 40 milhões de euros (cerca R$ 147 milhões pela conversão de moedas naquela ocasião).

Muito antes destas negociações, o italiano Gianluigi Buffon, hoje jogador do Paris Saint-Germain, foi protagonista de uma contratação recorde de um goleiro quando trocou o Parma pela Juventus em 2001. Naquela ocasião, ele foi adquirido por cerca de 53 milhões de euros (algo em torno de R$ 105 milhões pela cotação da época), então uma cifra considerada inimaginável para um jogador da posição. Agora, entretanto, esta realidade começou a mudar dentro do inflacionado mercado europeu.

PRONTO PARA ESTREAR - Recém-contratado, Kepa já estará apto para fazer a sua estreia pelo Chelsea neste sábado, quando o time enfrenta o Huddersfield, fora de casa, pela primeira rodada da edição 2018/2019 do Campeonato Inglês. Ele revelou ansiedade para atuar após dar o que chamou de "grande passo para a sua carreira" ao se transferir para o clube inglês, com o qual projeta fazer história com muitas conquistas.

"O que eu espero alcançar nestes sete anos é um grande crescimento, pessoalmente e coletivamente com a equipe. Espero que conquistemos muitos títulos e espero que daqui a sete anos, quando olhar para trás, que eu esteja muito orgulhoso pelo que alcancei", projetou o goleiro.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário