Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Preso pela morte de Mércia, Mizael Bispo solicita assistência médica fora do presídio

Redação Guarulhosweb    13/09/2018 15:43

 

O policial aposentado Mizael Bispo de Souza, preso no presídio de Tremembé (SP), onde cumpre pena de 22 anos e 8 meses pela morte da ex-namorada Mércia Nakashima, recorreu à Justiça no fim do ano passado para ter assistência médica fora do presídio. As informações são do portal G1. Na última terça-feira, 11/09, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), o Ministério Público deu parecer contrário ao pedido de Mizael. A decisão deve ser emitida pela Vara de Execuções Criminais (VEC), ainda sem prazo definido.
 
No requerimento, Marcos Vinícius Cesar Doria, advogado de Mizael, afirma que o detento precisa fazer exames cardiológicos em “estabelecimento adequado” e solicita escolta policial para acompanhar o condenado.
 
A SAP afirmou que Mizael recebe acompanhamento cardiológico desde março de 2017 e passa por consultas periódicas e apresenta estado de saúde considerado estável. O detento utiliza medicação contínua.
 
O promotor Luiz Marcelo Negrini considerou que Mizael já recebe o atendimento médico necessário dentro do sistema prisional e não tem qualquer problema que afete seu estado clínico. Mizael já teve dois pedidos de regime semiaberto negados.
 
O crime
O corpo da advogada Mércia Nakashima foi encontrado dentro de um carro em uma represa, na cidade de Nazaré Paulista, no dia 11 de junho de 2010. Mércia estava desaparecida desde o dia 23 de maio daquele ano.
 
A perícia constatou que Mércia foi baleada e morreu afogada. Durante o julgamento o júri considerou que Mizael matou Mércia por ciúmes e vingança por ela não ter aceitado reatar o relacionamento com ele.
 
Mizael foi condenado em 2013 pelos crimes de homicídio doloso qualificado por motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa de Mércia. Ele nunca confessou ter cometido o crime.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário