Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

São Paulo vacila, empata com o América-MG e pode perder a liderança

Marcius Azevedo    22/09/2018 18:10

 


O líder São Paulo caminhava para mais uma vitória tranquila em casa, mas vacilou neste sábado, sofreu o empate do América-MG por 1 a 1 no Morumbi e o tropeço pode custar caro. Com 51 pontos, o time de Diego Aguirre terá de torcer contra o Internacional (49), que enfrenta o Corinthians, neste domingo, em Itaquera, para se manter na liderança do Campeonato Brasileiro.

Além disso, ao deixar de somar três pontos, o São Paulo falha no Morumbi antes de ter pela frente uma sequência complicada. Na próxima rodada do Brasileirão, o time de Aguirre visita o Botafogo, domingo, no Engenhão. Depois terá o clássico com o Palmeiras no Morumbi, no dia 6 de outubro, e o jogo com Internacional, dia 14, em Porto Alegre.

Sem Bruno Alves, suspenso, e Bruno Peres, ainda se recuperando fisicamente após sofrer uma lesão, Aguirre optou por começar o jogo com Rodrigo Caio. No desenho tático, no entanto, o time não atuava com três zagueiros. O jogador, que ficou afastado por exatos cinco meses - se contundiu no dia 22 de abril -, atuava como lateral-direito, com Arboleda e Anderson Martins no miolo da defesa.

Na parte ofensiva, o treinador, que não contava com Everton e Rojas, reforçou o meio de campo com Liziero ao lado de Jucilei e Hudson e deu mais uma chance para Everton Felipe. Nenê ganhou mais liberdade e Diego Souza, como de costume, era o homem de referência no ataque.

Os primeiros minutos já deixaram claro que o São Paulo encontraria muita dificuldade para furar o bloqueio defensivo do América-MG. Faltava velocidade pelos lados do campo, espaço sempre bem aproveitado por Rojas e Everton. A equipe trocava a bola nas proximidades da área, mas, quando buscava dar profundidade ao lance, pecava no passe.

Não à toa, o São Paulo só conseguiu finalizar pela primeira vez aos 36 minutos. Mesmo assim, Diego Souza, em uma bicicleta na área, errou o alvo. A jogada nasceu em um escanteio que Hudson escorou de cabeça e o atacante mandou por cima do travessão de João Ricardo.

Na segunda chance, o artilheiro do São Paulo no Brasileirão não desperdiçou e fez os torcedores, que já estavam apreensivos, respirarem aliviados no Morumbi. Aos 45, Nenê cobrou falta curta para Reinaldo pelo lado esquerdo, recebeu de volta e cruzou com perfeição para Diego Souza, que cabeceou no canto.

"Agora eles têm de sair mais, vamos ver se conseguimos matar o jogo", sentenciou Diego Souza na saída para o intervalo após anotar o nono gol na competição.

A declaração do são-paulino, pelo menos em relação ao posicionamento do América-MG, se confirmou assim que os times voltaram para o segundo tempo. Adilson Batista trocou o volante David pelo atacante Wesley Pacheco. Não adiantava apenas mais se defender.

Aguirre esperou 15 minutos e, ao notar que o time diminuiu um pouco o ritmo, fez duas mudanças para tentar definir o jogo. Colocou Régis aberto pelo lado direito, para ocupar o espaço que não foi aproveitado por Everton Felipe, e Tréllez na vaga de Liziero para ganhar mais presença ofensiva.

Adilson respondeu com Matheusinho e Robinho. O São Paulo teve chance de matar o jogo, como queria Diego Souza na saída para o intervalo, mas Reinaldo atrapalhou uma finalização de Nenê na área e, pouco depois, os dois jogadores que entraram participaram do gol de empate. Matheusinho marcou no rebote de Sidão.

O São Paulo ainda tentou buscar o gol da vitória nos minutos finais, mas não conseguiu. As declarações de Diego Souza se confirmaram, porém de uma maneira negativa para o ainda líder do Campeonato Brasileiro.

Para o América-MG, o empate o fez chegar aos 31 pontos, ocupando agora a provisória 10ª colocação da tabela.


FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 1 AMÉRICA-MG

SÃO PAULO - Sidão; Rodrigo Caio, Arboleda (Carneiro), Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Hudson, Liziero (Tréllez), Everton Felipe (Régis) e Nenê; Diego Souza. Técnico: Diego Aguirre.

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Leandro Donizete, Zé Ricardo, Juninho (Matheusinho), David (Wesley Pacheco) e Gerson Magrão; Ruy (Robinho). Técnico: Adilson Batista.

GOLS - Diego Souza, aos 45 minutos do primeiro tempo. Matheusinho, aos 35 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Carlinhos e Arboleda.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO).

RENDA - R$ 1.906.143,00.

PÚBLICO - 47.846 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).S
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário