Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Planos de governo de Anastasia e Zema viram foco em debate em Minas

Jonathas Cotrim    20/10/2018 18:06

 


Os candidatos ao governo de Minas Gerais, Antonio Anastasia, do PSDB, e Romeu Zema, do Novo, trocaram novas críticas sobre os planos de governo apresentados pelas campanhas durante o debate promovido pela Rede Record Minas, realizado neste sábado, 20.

Antonio Anastasia atacou Romeu Zema pelas mudanças promovidas pela campanha do Novo no plano de governo. O candidato do PSDB chamou o empresário de "metamorfose ambulante" e questionou alterações relacionadas a privatização na área da saúde, na política de cotas para deficientes físicos e na segurança pública. "Seu programa é para valer ou algum outro surgirá depois? Não podemos ter um governador que muda de ideia a todo momento", afirmou Anastasia.

O senador adotou a estratégia de ressaltar a inexperiência de Zema e de questioná-lo por frases polêmicas. "Do seu programa está sendo retirada tanta coisa que pode não sobrar nada. Não podemos ter um candidato errático, Minas está em uma situação complicada", disse o tucano.

Romeu Zema se defendeu dizendo que não vê problema em fazer mudanças no plano de governo. "Nosso plano é dinâmico. Depois de rodar o Estado, eu vi que poderia mudar muito meu plano, já que ouvi os mineiros. Nunca me considerei dono da verdade, sempre estive aberto às mudanças", declarou o candidato do Novo.

O empresário chamou o plano de governo de Anastasia de "vazio e cheio de divagações". Além disso, Zema procurou ressaltar a novidade de sua candidatura, contra os "mesmo políticos de sempre". "Um dos problemas da nossa classe política é que eles fazem leis e acham que elas valem pela eternidade", afirmou.

Um dos pontos que gerou atrito entre os candidatos foi uma fala de Zema de que não seria possível levar empresas de tecnologia para pagar altos salários para o Vale do Jequitinhonha, uma das regiões mais carentes do Estado. "Mais uma vez, ele demonstra preconceito contra o Vale do Jequitinhonha. Por que não levar empresas de tecnologia para lá?", questionou Antonio Anastasia.

Apoios e mentiras

Além dos atritos relacionados aos planos de governo, Anastasia e Zema também discutiram por conta do senador Aécio Neves (PSDB) e as informações falsas. O candidato do Novo questionou o senador sobre se haveria alguma participação do deputado federal eleito em um possível governo de Anastasia em Minas. "Entrei na política pela porta técnica, não fui apadrinhado pelo senador Aécio. Há uma fixação sua com o Aécio. Ele não terá participação nenhuma no meu governo", respondeu o candidato do PSDB ao Palácio da Liberdade.

Romeu Zema também questionou Anastasia sobre uma suposta divulgação de "fake news" por parte da campanha do senador. "Parece que essa campanha tem muito das táticas do jogo sujo do Aécio Neves", declarou o empresário. Anastasia disse que a campanha não divulgava notícias falsas. "Não existe fake news. O importante é demonstrar a comparação, tudo com base em suas entrevistas e no seu plano de governo", rebateu o ex-governador de Minas.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário