Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

RESENHA GWEB: Animais Fantásticos 2 não é filme para qualquer um

Paulo Manso    15/11/2018 09:49

 

Estreia nesta quinta-feira, 15/11, no Brasil, “Animais Fantásticos – Os Crimes de Grindelwald”, o segundo de uma série de cinco filmes baseados nos livros da consagrada J.K. Rowling, também autora da saga Harry Potter. A série “Animais Fantásticos”, inclusive, tem ligação umbilical com a sequência do bruxinho. Retrata um período anterior (de 1926 a 1945) àquele dos oito Harry Potters (o garoto nasceu em 1980).
 
O GuarulhosWeb assistiu à pré-estreia, nesta quarta-feira, 14, no Circuito Cinemas do Shopping Bonsucesso, e afirma: “Animais Fantásticos – Os Crimes de Grindelwald” não é filme para espectadores de ocasião. É, sim, voltado para os fãs do mundo bruxo de Harry Potter e para quem tem ao menos um conhecimento básico sobre o enredo de J.K. Rowling. Também é fundamental ter assistido ao primeiro “capítulo” da nova série: “Animais Fantásticos e Onde Habitam” (2016).
 
O contexto histórico de “Animais Fantásticos – Os Crimes de Grindelwald” se baseia no acirramento de ânimos pré-Segunda Guerra Mundial na Europa. O vilão que dá título ao filme, o bruxo Gellert Grindelwald (Johnny Depp), busca o domínio do mundo sobre os não-bruxos (trouxas ou no-majs). E usa, inclusive, a possibilidade da guerra para justificar seu intento.
 
No filme, porém, a atuação marcante de Depp – um dos pontos positivos da película – contrasta com muita retórica e pouca ação. Os “crimes” anunciados no título não são entregues de fato. Nas 2 horas e 14 minutos de filme, muito mais de introdução do que vem pela frente na série (como já havia sido “Animais Fantásticos 1”) do que história de verdade. Esse é, talvez, o maior pecado de J.K. Rowling na série “Animais Fantásticos”: usar dois filmes apenas para introduzir a história.
 
J.K. Rowling definitivamente não é tão brilhante como roteirista quanto é como escritora. Ela trata cada filme desta saga como um capítulo da história toda. Sua narrativa no filme deixa “pontas soltas” demais para justificar a sequência da saga. Além de micro tramas desnecessárias e cenas gratuitas que agradam apenas aos fanáticos pelo mundo bruxo. Isso deixa o filme sem ritmo.
 
Entre os personagens, além da atuação muito forte de Johnny Depp, destaque para Jude Law, no papel de Albus Dumbledore. Poderia aparecer mais vezes, para avançar na história dele e Grindelwald. E o ótimo Eddie Redmayne pareceu um tanto “desnecessário” na pele do doce Newt Scamander. Seu carisma salva a atuação.
 
O ponto alto de “Animais Fantásticos – Os Crimes de Grindelwald” é, definitivamente, a produção. A fotografia e os efeitos são fascinantes (assista em salas 3D, a magia fica “palpável”). E os animais – novos e alguns do primeiro episódio – justificam o título.
 
Opinião Gweb
Nota do filme (de 0 a 5): 3,5
Recomendado? Sim para fãs. Os menos fanáticos precisam de um conhecimento prévio do universo de Harry Potter e assistir a Animais Fantásticos 1
Onde assistir: Circuito Cinemas – Shopping Bonsucesso (Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, 5308 - Jardim Albertina)
 
Serviço
Animais Fantásticos – Os Crimes de Grindelwalt
Ano: 2018
País: EUA, Reino Unido
Duração: 2h14 min
Direção: David Yates
Roteiro: J.K. Rowling
Elenco: Alison Sudol, Zoë Kravitz, Dan Fogler, Eddie Redmayne, Jude Law, Johnny Depp, Katherine Waterston, Ezra Miller
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário