Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Danças circulares resgatam cultura africana dentro do Novembro Negro

Redação Guarulhosweb    16/11/2018 09:55

 

A partir da próxima semana, a programação do Programa Movimenta Saúde, dedicada à saúde da população negra, resgatará a cultura africana nas quatro regiões de Saúde da cidade, por meio das danças circulares. Totalmente gratuita e aberta à população em geral, a primeira oficina de dança circular acontece na quarta-feira (21), das 8h30 às 9h30, na quadra da Unidade Básica de Saúde (UBS) São Rafael, localizada na rua Domingos de Abreu nº 216 - A (Vila São Rafael).
 
Com o objetivo de promover práticas saudáveis de saúde e a cultura de paz, a atividade integra a programação do Novembro Azul e Negro, mês que também é dedicado à saúde do homem.  De acordo com Denise Castanho Antunes, terapeuta ocupacional, coordenadora do Tear (serviço da Rede de atenção Psicossocial da Secretaria de Saúde) e focalizadora de danças circulares, não é necessário saber dançar para participar da oficina: “A proposta inclui todas as pessoas e, além de dançar, faremos toda a reconstrução histórica de músicas dos povos africanos”, explicou.
 
As demais oficinas de danças circulares serão realizadas nos dias: 27/11, das  9 às 10 horas, na quadra da UBS Recreio São Jorge (Estrada David Corrêa nº 1.766 – Recreio São Jorge); dia 29/11 no estacionamento da UBS Inocoop (rua Elias Dabarian nº 310- Residencial Parque Cumbica); e 30/11 das 8h30 às 9h30 , no salão da Igreja Imaculada Conceição (rua Bandeirantes s/nº - Jardim Cumbica).
 
Além dessa programação dentro do Novembro Azul e Negro, mensalmente, sempre no último domingo de cada mês (exceto dezembro), a Tenda Verde do Bosque Maia recebe a Oficina Aberta de Danças Circulares. As próximas serão nos dia 25 deste mês e 16 de dezembro, das 10 às 12 horas.  
 
Danças circulares:
 
Segundo a portaria das Práticas Integrativas e Complementares do Ministério da Saúde nº 849 de 27 de março de 2017, as danças circulares integram o rol destas práticas. É definida como  uma prática de dança em roda, tradicional e contemporânea, originária de diferentes culturas que favorece a aprendizagem e a interconexão harmoniosa entre os participantes.
 
“O principal enfoque na dança circular não é a técnica em si, mas o sentimento de união de grupo, o espírito comunitário que se instala a partir do momento em que todos, de mãos dadas, apoiam e auxiliam os companheiros. Assim, ela ajuda a pessoa a tomar consciência de seu corpo físico, harmonizar o emocional, trabalhar a concentração e estimular a memória”, explica Keila Costa, coordenadora do Movimenta Saúde.
 
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário