Guarulhosweb
Guarulhosweb

Corte de cabos deixa Secretaria de Saúde sem comunicação e afeta atendimentos emergenciais

Redação Guarulhosweb    05/01/2019 16:00

 

O corte de cabos de fibra ótica em um poste que dá acesso à Secretaria Municipal de Saúde, ocorrida nesta madrugada, deixou importantes setores de comunicação da Pasta sem acesso à rede, o que implica diretamente no atendimento à população, segundo apurou o GuarulhosWeb na manhã deste sábado, 5. A ação, que não teve como objetivo o furto de material, já que nada foi levado, em uma primeira análise, indicaria ação de vândalos ou até de sabotadores. 
 
Segundo um funcionário da Secretaria de Saúde, os cabos foram rompidos em um poste de entrada da Secretaria, no bairro de Gopoúva, por alguém que teria demonstrado saber o que estava fazendo, já que eles eram protegidos por uma caixa de cimento enterrada no chão. "Eles cavaram exatamente no local da conexão e fizeram o corte sem levar nada, já que se tratam de cabos de fibra ótica, sem valor comercial como são os de cobre", explicou em vídeo ao qual o GuaruhosWeb teve acesso. 
 
Com o rompimento, a Secretaria Municipal de Saúde perdeu todo o contato com as unidades médicas da cidade, inclusive os hospitais, como o MUnicipal de Urgencia (HMU) e o da Crianças e Adolescentes (HMCA), entre outras unidades 24 horas. Desta forma, comunicações de emergência, como liberações para internações ou transferências de em estado grave, bem como monitoramento dos atendimentos, ficam prejudicados, o que acaba colocando em risco a vida de dezenas de pessoas que dependem destes serviços. A central de regulação, que funciona sete dias por semana, 24 horas por dia, estava sem acesso nesta manhã. 
 
O GuarulhosWeb entrou em contato com a administração municipal, mas ainda não obteve retorno sobre as medidas que estão sendo tomadas para minimizar os problemas decorrentes desta ação. 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Anônimo 06/01/2019 06:45

    Terrorismo

    Vinte anos em regime fechado, sem direito a visita e defesa, porque é indefensável este crime de terrorismo, e quando terminar a pena, obrigar trabalhar para pagar obrigatoriamente 30% rendimento ao poder público afetado.

  2. Antônio 05/01/2019 17:07

    Impunidade

    Como este país nos últimos 15 virou o país das impunidades...estes bandidos vão continuar libres para mais safadezas..

Insira um comentário