Guarulhosweb
Guarulhosweb

Chefe de gabinete de Trump não descarta chance de nova paralisação nos EUA

Victor Rezende    10/02/2019 15:31

 


O chefe de gabinete interino da Casa Branca, Mick Mulvaney, não descartou a possibilidade de uma nova paralisação do governo americano no fim desta semana caso republicanos e democratas não cheguem a um acordo orçamentário que destine verba para a construção de um muro na fronteira dos Estados Unidos com o México. "Não se pode absolutamente descartar a chance de uma nova paralisação do governo no fim desta semana. Os democratas "hardcore" prevalecem nas discussões e insistem em colocar na mesa do presidente um projeto que tem zero dinheiro para o muro ou apenas US$ 800 milhões, um número absurdamente baixo", disse Mulvaney.

Em entrevista à rede de TV americana NBC, o chefe de gabinete do governo de Donald Trump comentou, ainda, que o presidente não assinará "de boa fé" um projeto que não contenha verba para o muro ou que destine um valor muito abaixo do exigido pelo governo. Trump deseja US$ 5,7 bilhões para a construção da barreira fronteiriça, mas não detém apoio no Congresso para aprovar uma proposta que destine esse valor ao muro.

O prazo para que um acordo orçamentário seja firmado expira à meia-noite de sábado para domingo. Se um pacto bipartidário não for alcançado, haverá uma nova paralisação da máquina pública federal nos EUA pouco tempo depois do maior "shutdown" da história no país. Republicanos, no entanto, não desejam um novo fechamento do governo e pressionam Trump a sancionar qualquer proposta que for aprovada no Congresso. Um acordo entre os dois partidos para evitar uma nova paralisação, contudo, parece cada vez mais distante. "As negociações estão em um impasse agora. Espero que possamos sair desse estágio ainda hoje ou amanhã porque o tempo está passando", afirmou o senador republicano Richard Shelby (Alabama) em entrevista à Fox News.

Para Mulvaney, os senadores republicanos não devem concordar com um plano democrata que quase não destina verba para a construção do muro. No entanto, ele já indicou que uma declaração de Trump de emergência nacional para fazer a obra andar pode ser a alternativa. "O cenário mais provável é o de encontrar dinheiro por outros meios se o Congresso aprovar algo abaixo de US$ 5,7 bilhões para o muro."
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário