Guarulhosweb
Guarulhosweb

Rodízio no Palmeiras testa 30 jogadores e utiliza Dudu em 74% do tempo

Ciro Campos    22/03/2019 12:59

 


Depois de 14 partidas na temporada, rodízio de titulares e longa observação do elenco, o Palmeiras começa as quartas de final do Campeonato Paulista, neste sábado, contra o Novorizontino, com um grande repertório de informações sobre os jogadores. Até agora o técnico Luiz Felipe Scolari testou em campo 30 atletas, dos quais 24 estiveram em campo no mínimo o tempo equivalente a duas partidas inteiras (180 minutos).

O Estado realizou um levantamento da minutagem de todos os jogadores utilizados pelo Palmeiras na temporada. A pesquisa apontou informações interessantes. Além de ter dado chances aos três goleiros e observado garotos da base, Felipão conseguiu dar exatamente a mesma carga de tempo em campo para os quatro laterais, assim como manteve os volantes e meias com números parecidos.

O começo de 2019 mostra que um jogador é praticamente intocável no rodízio de titulares. Dudu esteve em campo em 12 dos 14 jogos do time até agora. O atacante participou de 74% dos minutos que o time esteve em campo, ao só ganhar descanso em duas partidas até o momento: contra Mirassol e Ponte Preta, dois compromissos válidos pelo Campeonato Paulista.

Fora o camisa 7, o trio formado pelo zagueiro Gómez, pelo goleiro Weverton e pelo atacante Borja também se firmou como um dos pilares do time até agora. Todos foram bastante acionados pelo treinador, assim como o zagueiro Antônio Carlos e o volante Felipe Melo.

Os reforços trazidos para 2019 ainda estão com pouco tempo em campo em comparação aos colegas já remanescentes. Após se recuperar de cirurgia no joelho, o atacante Ricardo Goulart foi o novato com mais tempo em campo pela equipe, enquanto o meia Zé Rafael não chegou a atuar em campo por um jogo completo e nomes como Matheus Fernandes e Arthur Cabral ainda não estrearam.

O rodízio de titulares do Palmeiras teve início no segundo semestre do ano passado, junto com a chegada do treinador à equipe. A equipe utilizou uma formação para o Brasileiro e outra para a Copa do Brasil e para a Copa Libertadores. A estratégia fez o clube ter boa campanha em todas as competições e também caiu no gosto dos jogadores, que ressaltavam a vantagem de o revezamento propiciar chances para todos no elenco.

Em 2019 o técnico Felipão conseguiu dar chances para três garotos das categorias de base (Esteves, Vitão e Léo Passos), que jogaram contra a Ponte Preta, na quarta-feira. Mesmo sem ser inscrito no Estadual, o meia Hyoran foi testado ao participar de duas partidas na Copa Libertadores.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário