Restrição de caminhões na Marginal Tietê afeta empresas de Guarulhos

Redao Guarulhosweb - Foto: Aparcio Reis    20/12/2011 09:43
Medida tem como objetivo melhorar o tráfego de automóveis na Capital nos horários de maior movimento

O tráfego de caminhões está restrito na marginal Tietê e em outros importantes corredores viários da capital paulista, desde o último dia 12. Os veículos não podem transitar entre 4h e 10h e entre 16h e 22h de segunda a sexta-feira e, aos sábados, das 10h às 14h, exceto feriados.

A medida visa melhorar a fluidez do tráfego, diminuir os riscos de acidentes e garantir a segurança e mobilidade dos usuários da via. Para a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) haverá um aumento de até 20% na velocidade média dos veículos que circulam pela marginal Tietê, uma vez em que é a via que concentra o maior volume de automóveis, circulando diariamente por ela 350 mil veículos - sendo 75 mil caminhões.

Entretanto a restrição tem impacto direto nas cidades circunvizinhas a capital paulista. Segundo Marcelo Chueiri, coordenador técnico da Agende (Agência de Desenvolvimento e Inovação de Guarulhos), o município se transformará em um grande estacionamento para esses caminhões impedidos de circularem na capital.

"Para Guarulhos haverá um grande prejuízo, pois há três grandes estradas que por aqui passam convergindo para a capital, e há o risco de Guarulhos se transformar diariamente em um grande estacionamento de caminhões esperando chegar o horário para terem acesso à marginal Tietê", ressaltou Chueiri.

Para o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região a medida não minimizará os problemas de tráfego da região. "Já está provado que os caminhões não são os principais agentes dos congestionamentos e, sim, o grande número de veículos de passeio emplacados em São Paulo a cada ano", afirmou o presidente do sindicato, Francisco Pelucio.

Além da marginal Tietê, entre as pontes Aricanduva e rodovia dos Bandeirantes, a proibição valerá para as avenidas Salim Farah Maluf, Professor Luis Ignácio de Anhaia Melo, Tancredo Neves, Presidente Wilson, avenida do Estado, Paes de Barros, Ermano Marchetti, Marquês de São Vicente e rua das Juntas Provisórias.

Transportadoras alegam que medida não melhora o trânsito

Para as transportadoras a alteração não melhora o trânsito na cidade e prejudicam todo o sistema logístico urbano, principalmente restringindo o abastecimento da cidade.

"Para os profissionais de transporte oa maior impacto será operacional, pois aumenta custos e obriga as empresas a trabalhar no limite, e de mobilidade, pois grande número de empresas está no entorno da marginal Tietê, o que provocará um grande número de caminhões esperando o horário para entrar nas empresas, ameaçando o abastecimento das cidades", ressaltou Pelucio.

Além disso, há riscos para os profissionais que deverão aguardar nas vias até o horário permitido para a circulação. "Muitos caminhões que vêm pela Dutra ou Fernão Dias terão que aguardar o horário para entrar em São Paulo. Isso vai provocar filas, veículos nos acostamentos e a exposição dos motoristas a risco de acidentes e roubo de cargas", enfatizou Pelucio.

A CET informa que esta primeira etapa tem um caráter educativo, contudo, a partir de janeiro os infratores serão multados em R$ 85,12, considerada uma infração média, com quatro pontos na carteira de habilitação.

Estão liberados os Veículos Urbanos de Carga (VUCs), caminhões de até 6,3 metros de comprimento, caminhões de urgência, socorro mecânico de emergência, cobertura jornalística, obras e serviços de emergência, além dos serviços dos Correios e sinalização de transito emergencial.

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. leandro francisco elias franco 07/02/2012 09:49

    ISSO UMA VERGONHA

    KASSAB:PRIMEIRO DA SEGURANA PARA DEPOIS TENTAR TIRAR OS CAMINHES,COMO QUE UM CAMINHO CHEGA NO CLIENTE S 4:00 HS ,QUE SEGUERANA ELE TEM, TRABALHEI 7 ANOS NA RUA CHEGANDO 7:00 HS NO MERCADOS, COM A MELHOR SEGURANA DO MUNDO TOMEI 6 ASSALTO RSRSRSR,ISSO PALHAADA, OLHA ESCOLA,SADE ISSO PRECISA.

  2. Thiago Thomazzo 20/01/2012 00:17

    MELHORAR O QUE????

    KASSAB, ESSA MEDIDA PARA MELHORAR O TRANSITO? E PRA MELHORAR A CONDIO DE VIDA DAS PESSOAS O QUE VC TEM FEITO??? AO INVS DE VC SE PREOCUPAR COM O TRANSITO PREOCUPE-SE COM AS CONDIES DOS PRESIDIOS, DOS HOSPITAIS, DAS ESCOLAS, ETC AO INVS DE TIRAR A POSSIBILIDADE DE TRABALHO DE PESSOAS

  3. Otrio 13/01/2012 10:03

    Somos todos otrios

    somos todos otrios, pagamos impostos e somos restritos a ir e vir em uma das principais vias do estado. assim facil resolver os problemas. tambm vou pagar menos impostos por no poder fazer minhas entregas. blz kassab????

  4. An�nimo 11/01/2012 22:48

    ASSIM E FACIL

    SE CADA VEZ QUE NOS OS CONTRIBUINTES QUE PAGAMOS NOSSOS IMPOSTOS PARA TER UMA ADMINISTRAAO DIGUINA DE UMA METROPOLE COMO SAO PAULO COM PROFISSIONAIS CAPAZES DE FAZER ALGO ENOVADOR E DIFERENCIADO PARA RESOLVER PROBLEMAS COMUNS DAS METROPOLES,SIMPLISMENTE ACABAM COM OS PROFIS QUE A FIZERAM GRANDE .