Guarulhosweb
Guarulhosweb

Casal morto em condomínio trocava declarações de amor e era admirado por vizinhos

Redação Guarulhosweb    08/05/2019 12:40

 

O casal Fábio Lopes Idalgo e Juliane Ferrazoli, encontrado morto sob circunstâncias misteriosas na madrugada da última segunda-feira, 6/05, no Condomínio Cidade Maia, no Jardim Flor da Montanha, nutria a imagem de uma família perfeita. Não havia registros de brigas entre eles e os vizinhos contam que ambos eram muito queridos no condomínio. Todas as manifestações dão conta de que eram pessoas educadas, gentis e que sempre comentavam com carinho sobre a própria família.
 
A polícia ainda não sabe o que teria motivado a morte do casal, que chocou a cidade. Familiares disseram que o casal frequentava regularmente uma igreja, não bebiam ou usavam drogas. Nas redes sociais, os dois trocavam declarações de amor constantemente.
 
“Como eu tenho sorte! ...Deus me presenteou com o melhor pai pra minha filha... Amoroso, apaixonado, dedicado, carinhoso...” postou Juliane em sua conta no Facebook, em agosto de 2016.
 
No dia dos namorados do ano passado, Fábio postou uma montagem de fotos com Juliane e escreveu “Eternamente namorados”. Nos comentários, Juliane agradeceu com outra declaração: “Obrigada Jesus por me dar infinitamente mais do que pedi ou se quer pensei! Você é o melhor marido, namorado, amigo, companheiro que eu poderia ter... e o melhor de tudo, é o pai mais apaixonado e dedicado pra nossa filha... Te amo muito meu amor! Além de tudo é gostosão... estourei no norte, fala sério!”
 
No dia 8 de março deste ano, Fábio postou nova foto com a esposa: “Minha Mulher... Meu amor”.
 
Sinais de depressão
Em entrevistas à imprensa, amigos e familiares apontaram que Fábio estaria apresentando sinais de depressão. Segundo a irmã de Juliane, o personal trainer apresentava um comportamento diferente há cerca de três meses, após a morte de sua mãe. Dias antes do crime, ele teria dito à sua irmã que estaria pensando em cometer suicídio.
 
Investigação
Procuradas pelo GuarulhosWeb, as autoridades que comandam as investigações do caso não têm novidades. O Setor de Homicídios de Guarulhos trabalha com a hipótese de homicídio seguido de suicídio, ambos cometidos por Fábio.
 
As causas das mortes e a dinâmica do crime só devem ser reveladas após a conclusão do laudo geral da perícia, ainda sem data de conclusão. O que a polícia já sabe é que Juliane foi atingida por golpes de faca na região do pescoço e tórax. E que após cometer o crime, Fábio teria cortado a rede de segurança, escalado o prédio pelas varandas e se jogado. A filha de 5 anos do casal foi encontrada dormindo no corredor, do lado de fora do apartamento.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Márcia 10/05/2019 15:24

    Ostentar na Internet para mostrar

    As pessoas adoram mostrar na Internet a vida que nao tem só para se aparecer, estes são os piores, quem é feliz de verdade não precisa postar coisas em rede social para tentar desenhar a vida que gostariam de ter, e fingir pra quem vê que é muito feliz....quem é feliz é feliz não precisa provar...

  2. Márcia 10/05/2019 15:21

    Vida virtual X vida verdadeira

    Está aí mais uma prova de que a falsa vida virtual mostra, a realidade é sempre bem diferente, no Facebook todo mundo é feliz, de Deus, tem amor, está sempre de bem com a vida. Mas r realidade é completamente o oposto.

Insira um comentário