Guarulhosweb
Guarulhosweb

Compositores guarulhenses podem se inscrever np Festival da Canção Brasileira do SESI-SP

Redação Guarulhosweb    15/05/2019 13:19

 

O festival que revelou a nova safra de compositores brasileiros no ano passado, volta em 2019 em busca de outros talentos e futuros hits musicais, canções que representem a nossa cultura, costumes e povos. Quem está com aquela música escondida na gaveta ou com inspiração para compor uma nova pode se inscrever entre os dias 15 de maio e 30 de junho exclusivamente pela página captacaoprojetosculturais.sesisp.org.br.
 
O Festival da Canção Brasileira é uma iniciativa do SESI-SP em parceria com a EPTV que visa revelar novos talentos, fomentar e difundir a produção musical, além de incentivar o desenvolvimento da música do nosso País. Podem concorrer canções inéditas em português nos mais diferentes ritmos e estilos: samba, rock, pop rock, samba rock, forró, frevo, folk, pagode, jazz, blues, regional, sertaneja, folclórica, MPB, entre outros.
 
O concurso está dividido em três etapas. A primeira delas é a inscrição. Os candidatos podem enviar suas canções pelo sistema, letra e melodia, e uma banca de jurados selecionará as 40 melhores para serem apresentadas ao vivo nos teatros do SESI em Campinas, Piracicaba, Rio Claro e Araraquara, nos meses de setembro e outubro. Das quatro fases regionais, oito canções (duas por cidade) vão para a grande final na unidade do SESI Piracicaba, que será realizada no dia 26 de outubro. Todas as informações do festival, com datas e regras estão disponíveis para consulta no regulamento, fixado na página www.sesisp.org.br/cultura/festival-da-cancao-brasileira.
 
Em sua segunda edição, o concurso premiará com R$ 8 mil o primeiro colocado. Os compositores da canção que ficar em segundo lugar levam para casa R$ 6 mil. O terceiro colocado recebe R$ 3 mil. A melhor interpretação da final também vai render ao cantor ou cantora o prêmio de R$ 1 mil.
 
O evento referencia os grandes festivais do passado. Realizado nas décadas de 1960 e 1970, essas festas de mobilização do público revelaram nomes como Edu Lobo, Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil e consagraram no inconsciente popular canções como Ponteio, A Banda, Arrastão e Disparada. Os intérpretes, cantores e cantoras que entoavam com maestria cada nota e palavra criadas por esses compositores, também ganharam fama. Esse é o caso de Elis Regina, Jair Rodrigues, Nana Caymmi e a banda de rock psicodélico Os Mutantes.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário