Guarulhosweb
Guarulhosweb

Novo Plano Diretor de Guarulhos tem prazos para projetos habitacionais e de meio ambiente

Redação Guarulhosweb    22/05/2019 11:09

 

Após meses de discussão entre os poderes Executivo e Legislativo e de uma sessão de mais de seis horas, o novo Plano Diretor de Guarulhos foi aprovado pela Câmara Municipal, nesta terça-feira, 21/05. O texto vai à sanção do prefeito Guti e deve ser publicado ainda nesta semana no Diário Oficial.
 
O plano estabelece as diretrizes para o crescimento da cidade nos próximos 10 anos. “A antiga gestão já deveria ter aprovado essa lei. Estamos atrasados pelo menos 5 anos”, afirmou Guti, em vídeo postado nas redes sociais.
 
A proposta elaborada pelo Executivo sofreu obstrução da bancada de oposição da Câmara. Os parlamentares do PT foram contra o projeto e o vereador Laércio Sandes (DEM) se absteve.
 
No vídeo, gravado pelo prefeito na Câmara, ao lado de vereadores e do secretário de Desenvolvimento Urbano Jorge Taiar, o diretor Gabriel Arruda falou sobre os ganhos ambientais que o novo Plano Diretor traz. “Na Lei de Uso e Ocupação do Solo está prevista a regulamentação do Coeficiente Verde, que antes não era atendida, e do prazo para as regulamentações de políticas setoriais de meio ambiente, de 360 dias, das APAs Capelinha e Água Azul, de 180 dias”, afirmou.
 
O setor habitacional também está no plano. “Teremos nove áreas de interesse popular, o que possibilitará a construção de 11 mil habitações. São as chamadas ZEIs”. “Essas nove áreas são as primeiras. Poderemos gravar mais áreas como essas com a nova legislação. E temos também um capítulo especial sobre o desenvolvimento do pólo industrial de Cumbica”, explicou Taiar.
 
O objetivo do novo plano, segundo o prefeito, é justamente o desenvolvimento de áreas carentes, como Cumbica e Bonsucesso.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário