Guarulhosweb
Guarulhosweb

Com um a menos, Flamengo leva virada e perde liderança para o Suzano em casa

Redação Guarulhosweb    26/05/2019 12:15

 

Com dois tempos bem diferentes – resultado de uma expulsão desnecessária logo no primeiro minuto do segundo tempo – Flamengo e União Suzano fizeram um jogo aberto e cheio de alternativas no Estádio Antônio Soares de Oliveira, na manhã deste domingo, 26/05, pelo Campeonato Paulista da 4ª Divisão.
 
Comandando a tabela do grupo 6, as equipes faziam o chamado “jogo de 6 pontos”. E os visitantes conseguiram não apenas a vitória de virada, por 3 a 2, como voltaram para Suzano com a liderança do grupo na bagagem. Para o Flamengo, restou lamentar o resultado, que se desenhava diferente na primeira etapa, e colocar o foco na próxima rodada, quando recebe o rival Guarulhos.
 
O jogo
O Flamengo tomou a iniciativa e partiu para cima do Suzano. Logo aos dois minutos de bola rolando já obrigou o goleiro Fabrício a se esticar todo para pegar um chute forte de Bruninho, da entrada da área. No rebote o lateral esquerdo Vinícius Araújo tentou o canto, mas chutou para fora.
 
A partida seguiu aberta, com as duas equipes buscando mais o ataque do que se defender. No entanto, nenhuma chance clara de gol surgia. O jogo era pegado. Com menos de 20 minutos o árbitro Jeferson Giroto já tinha mostrado um cartão amarelo para cada equipe. Um deles custaria caro ao time da casa.
 
Cadê o VAR?
Na metade do primeiro tempo, o lance mais duvidoso do jogo. O atacante Denílson Piauí, do Flamengo, invadiu a área pela esquerda e o zagueiro Agostine, do Suzano, deu um carrinho. O juiz marcou pênalti, para desespero dos jogadores do time visitante.
 
Aos 26, Motta cobrou e o goleiro Fabrício defendeu com a perna direita. Mas a bola, caprichosa, voltou para o meia do Flamengo, que teve calma para dominar e abrir o placar: 1 a 0 para o Corvo.
 
O gol deixou o jogo ainda melhor. O Suzano chegou a colocar uma bola na trave de Herilan, mas o assistente invalidou o lance, marcando impedimento. Na sequência, Matheus Alves, do Flamengo, fez boa jogada pela direita e chutou forte, para ótima defesa de Fabrício. Depois, o zagueiro Rômulo cabeceou sozinho, no meio da área, nas mãos do goleiro.
 
Aos 35, nova chance do Suzano. Léo Rincon deu uma cavada na bola e lançou Victor Santiago, nas costas de Rômulo, que se recuperou a tempo de travar o chute do atacante adversário.
 
No finalzinho do primeiro tempo, o Flamengo perdeu ótima chance de ampliar. Em um contragolpe, Bruninho se livrou de dois marcadores e deixou Denílson Piauí livre, na frente de Fabrício. Mas o atacante pegou mal na bola e o goleiro salvou duas vezes no lance.
 
Entrada desnecessária muda o jogo
O lateral esquerdo Vinícius Araújo deixou o Flamengo com um a menos logo no início do segundo tempo. João Victor, do Suzano, ganhou duas divididas, mas na segunda, o flamenguista chegou atrasado e com força excessiva. Como já tinha cartão amarelo, levou o segundo e foi corretamente expulso. O lance era desnecessário, pois aconteceu na linha lateral, na altura do meio campo, sem qualquer risco para a meta rubro-negra.
 
Com um jogador a mais, o Suzano se animou e passou a assustar. O Flamengo seguia perigoso nos contragolpes, com Denílson Piauí sendo o “desafogo”. O técnico Luiz Carlos Cabral, do Suzano, tirou o lateral direito João Victor e colocou o atacante Matheus Victor, para jogar o time à frente.
 
Por outro lado, o comandante do Flamengo, João Batista, não mexeu para recompor o setor defensivo. Aos 16 minutos ele tirou o atacante Matheus Alves para colocar outro: Vitinho, apostando nos contra-ataques.
 
Tudo igual, mas sem festa
Aos 19, o Suzano chegou ao empate. Em cobrança de escanteio no primeiro pau, Alexander dividiu no alto com Herilan e conseguiu completar de cabeça. No lance, houve um choque entre goleiro e zagueiro e o jogador do Suzano levou a pior. Precisou ser atendido pelo departamento médico e nem conseguiu comemorar. Pior: precisou ser substituído.
 
Tá pago!
Com o cenário do segundo tempo muito mais favorável ao time visitante, a virada aconteceu aos 31 minutos, em lance parecido com o do empate. Cobrança de escanteio e cabeceio de zagueiro. Agostine, que estava em débito com a torcida por ter cometido o pênalti que gerou o gol do Flamengo, fez 2 a 1 para o Suzano.
 
O jogo abriu de vez. O Suzano perdia várias chances de ampliar e o Flamengo de empatar. Nos acréscimos, Matheus Niterói fez o terceiro para o Suzano. Aos 50, Thomas aproveitou  um bate-rebate na pequena área e fechou placar em 3 a 2.
 
Ficha técnica
Flamengo 2 x 3 União Suzano
9ª rodada da 4ª Divisão do Campeonato Paulista
Estádio Antônio Soares de Oliveira
Público: 175 pessoas
Renda: R$ 1.265,00
Árbitro: Jeferson Dutra Giroto / Assistentes: Osvaldo Apipe Filho e Leonardo Augusto Villa
Gols: Motta, 26’1t e Thomas, 50’2t (Flamengo); Alexander, 19’2t, Agostine, 31’2t e Matheus Niterói, 46’2t (Suzano)
Cartões amarelos: Renato, 12’1t, Marcelo, 42’1t (Suzano); Vinícius Araújo, 18’1t e 1’2t (Flamengo)
Cartão vermelho: Vinícius Araújo, 1’2t (Flamengo)
 
Flamengo: Herilan, Thomas, Rômulo, João Elias, João Paulo, Vinícius Araújo, Bruno Freitas, Renato, Denílson Piauí (Juliano), Motta (Naílton) e Matheus Alves (Vitinho). Téc.: João Batista
Suzano: Fabrício, João Victor (Matheus Victor), Alexander (Kaique), Agostine, Robson (Victor Soares), Rafael, Marcelo, Léo Rincon, Victor Santiago, Emerson e Matheus Niterói. Téc.: Luiz Carlos Cabral
 
Classificação – Grupo 6
1º União Suzano – 16 pts 
Flamengo – 14 pts
3º Mauá – 12 pts
Guarulhos – 11 pts
5º Mauaense – 11 pts
6º Barcelona – 7 pts
7º Jabaquara – 1 pt
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário