Guarulhosweb
Guarulhosweb

Um único passageiro é preso com quase 50 kg de cocaína no Aeroporto de Guarulhos

Redação Guarulhosweb    27/05/2019 11:35

 

A Polícia Federal prendeu, neste fim de semana, entre os dias 24 e 26/5, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, 10 passageiros de voos internacionais por tráfico de drogas, armas de fogo e adulteração de produto medicinal.
 
Na sexta, servidores da Receita Federal que realizavam a fiscalização dos viajantes que desembarcaram de voo procedente de Frankfurt, na Alemanha, encontraram uma grande quantidade de medicamentos envoltos em gel e espalhados entre as roupas na mala de uma aeromoça e ainda, ocultos em fundos falsos da mesma mala, as respectivas embalagens. Os medicamentos não possuíam a documentação legal que autorizasse a sua importação. A mulher, uma brasileira de 43 anos de idade, foi presa em flagrante.
 
Já no sábado foram presas outras cinco pessoas. Com um casal de estrangeiros, ele italiano e ela eslovena, de 24 e 48 anos de idade respectivamente, policiais que atuam no controle migratório encontraram cerca de 6 Kg de cocaína oculta nas capas de livros infantis. O casal pretendia embarcar para o Catar.
 
Com um nigeriano, solicitante de refúgio e que pretendia embarcar para a Etiópia, policiais federais apreenderam quase um quilo de cocaína oculto nas solas de 4 pares de tênis. Para este mesmo destino, embarcaria um homem, nacional da Bolívia de 28 anos de idade, mas que foi preso após os policiais federais encontrarem uma espécie de borracha composta por cocaína, cujo volume bruto somou quase seis quilos, envolvendo as estruturas de sua mala. O homem disse aos policiais que foi contratado na Bolívia e que pegou a droga no Mato Grosso do Sul. Outros 2 Kg de cocaína foram apreendidos com um brasileiro de 19 anos de idade, ocultos em fundos falsos de uma mala. O homem pretendia levar a droga para a cidade de Barcelona, na Espanha.
 
Um grande volume de cocaína pura, 46 Kg, foram encontrados pelos policiais federais que fiscalizavam os passageiros de voo para a Etiópia, na madrugada do domingo. O proprietário da droga, um homem nacional do Líbano, ao ser abordado pelos policiais federais e cientificado de que suas bagagens seriam revistadas, disse que o conteúdo das malas não lhe pertencia e que elas deveriam ser entregues a um desconhecido após seu desembarque no destino final, o Líbano. A droga apreendida estava acondicionada em tijolos, envoltos em papelão.
 
Em outra ação, quase dois quilos de cocaína estavam ocultos dentro de embalagens de xampu. Os volumes foram apreendidos pelos policiais com uma brasileira de 23 anos de idade que pretendia embarcar para Mumbai, na Índia.
 
Servidores da Receita Federal, que atuam com o auxílio de cães farejadores, identificaram substância suspeita dentro da mala de uma passageira, que viajaria para Conotou, no Benin e acionaram os policiais federais. A proprietária da mala foi detida na porta da aeronave. Em sede policial, os peritos identificaram a substância, que compunha os três tabletes localizados dentro de um forno elétrico, como cocaína, cujo volume somou 3 Kg. A passageira de 49 anos de idade, nacional da África do Sul e solicitante de refúgio, foi presa em flagrante.
 
Na manhã do domingo, um brasileiro de 48 anos de idade, que desembarcou de voo procedente de Portugal, foi selecionado pelos servidores da Receita Federal após passar pelo canal de inspeção “nada a declarar”. Na bagagem do homem foram encontradas lunetas (acessórios de arma de fogo) e uma carabina sem a documentação que autorizasse seu ingresso no território nacional. 
 
Acionados, os policiais conduziram o homem à delegacia e o prenderam por tráfico internacional de armas.
 
Os presos serão conduzidos aos presídios estaduais onde permanecerão à disposição da Justiça.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário