Guarulhosweb
Guarulhosweb

Com merendeiras em greve, sindicato descumpre determinação da Justiça, diz Prefeitura

Redação Guarulhosweb    29/05/2019 09:46

 

Em comunicado enviado à imprensa, a Prefeitura de Guarulhos afirmou que mais de 30% das cozinheiras da Secretaria de Educação cruzaram os braços, em razão da greve dos servidores municipais, decretada no dia 22/05 pelo sindicato da categoria (Stap). Com a adesão, o sindicato descumpre a determinação do TRT – de garantir a presença de 70% dos funcionários em todos os locais de trabalho, sem que os serviços à população sejam prejudicados. Em algumas unidades de ensino o fornecimento da merenda foi prejudicado.
 
Segundo a nota da Prefeitura, a Secretaria de Educação está remanejando cozinheiras para atender o maior número de escolas possível e reforçando itens de merenda seca como bolachas e frutas.
 
A administração afirma que está atendendo dentro da normalidade a população. O governo municipal mantém a proposta apresentada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que é o reajuste dos salários dos servidores municipais de Guarulhos em 2,5%, divididos em duas partes, sendo 1,25% em maio e 1,25% em setembro, além da reposição da inflação medida pelo Dieese (4,45%) na cesta básica e no vale refeição/alimentação.
 
Na área da Saúde a adesão dos funcionários à greve é de 6,73%, segundo a Prefeitura. As unidades mais afetadas pelo movimento foram as da Região de Saúde São João Bonsucesso, com os seguintes serviços inoperantes: salas de vacina das UBS Nova Bonsucesso e Seródio; farmácia da UBS Água Azul e Allan Kardec; além dos atendimentos de enfermagem e recepção com tempo maior de espera em todas as unidades.
 
Nas demais regiões, o atendimento segue normal, com exceção da odontologia na UBS Paulista; além do atendimento parcialmente prejudicado na recepção do Ambulatório da Criança (Centro) e UBS Flor da Montanha, onde os pacientes agendados estão sendo atendidos, porém, não estão sendo efetuados novos agendamentos de consultas e exames.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário