Guarulhosweb
Guarulhosweb

Seleção masculina vence Irã em jogo de 5 sets e segue invicto na Liga das Nações

Redação Guarulhosweb    07/06/2019 08:45

 


A seleção brasileira masculina de vôlei ampliou o seu bom começo na Liga das Nações. Nesta sexta-feira, em seu primeiro compromisso na segunda semana da primeira fase da competição, conseguiu uma difícil vitória por 3 sets a 2 sobre o Irã, com parciais de 23/25, 25/16, 21/25, 33/31 e 15/10, em Tóquio.

O Brasil havia iniciado a sua participação na Liga das Nações em Katowice, na semana passada, onde havia triunfado três vezes, diante de Estados Unidos (3 a 0), Austrália (3 a 2) e Polônia (3 a 1). Agora, então, obteve a sua quarta vitória na competição, mantendo a invencibilidade no torneio, desempenho só repetido pela França. Os iranianos também haviam vencido os três compromissos anteriores e tinham fechando a primeira semana da competição na liderança.

Em Tóquio, o Brasil ainda fará mais dois jogos nesta segunda semana da Liga das Nações. Os confrontos vão ser contra o Japão, neste sábado, a partir das 6h40 (horário de Brasília) e a Argentina, no domingo, às 3h10.

Marcelo Fronckowiak, que dirige o Brasil enquanto o técnico Renan Dal Zotto cumpre suspensão, colocou a equipe em quadra com Lucarelli, Lucão, Wallace, Fernando Cachopa, Isac e Douglas Souza como titulares, além de ter utilizado os líberos Thales e Maique. O cubano naturalizado brasileiro Leal, Maurício Souza, Alan, Flávio Gualberto e Thiaguinho foram acionados durante o duelo.

"Estou super feliz. Não é uma responsabilidade pequena primeiro substituir um técnico extremamente vitorioso, segundo de uma seleção que está sempre na expectativa de pressão. Tenho que agradecer aos jogadores, o suporte do Renan e de toda a comissão técnica e gratidão é uma palavra interessante neste momento. Além disso, dedico ao meu pai, que faleceu há duas semanas e que sempre foi um incentivador da minha carreira. Sei que ele ia gostar muito de ver isso", disse Fronckowiak.

O central Lucão destacou que as mudanças feitas pelo treinador foram fundamentais para a seleção assegurar o triunfo. "Foi um grande jogo. Méritos do Marcelo, que foi muito inteligente em fazer as mudanças, e de toda a equipe, que estava preparada para entrar. Todos que entraram jogaram muito bem - o Thiaguinho, o Alan, o Flávio, Maurício, o Leal - então, o mais importante foi mais uma prova de que temos um grupo muito forte. Isso é fundamental, principalmente em um campeonato tão longo, difícil e com tantas viagens", analisou.

Para vencer, o Brasil precisou superar um início irregular na partida, sendo que Lucarelli foi o maior pontuador da equipe, com 20, seguido por Leal, com 16. Já Mohammad Mousavi liderou a seleção iraniana com 17 pontos.

O começo da partida foi difícil para o Brasil, que esteve quase sempre atrás no placar e perdeu o primeiro set por 25 a 23. O revés levou Renan a fazer duas mudanças na formação titular, trocando Isac e Douglas Souza por Leal e Maurício Souza. Funcionou, pois a seleção cresceu no duelo, passou a defender melhor e venceu com facilidade a segunda parcial, por 25 a 16.

Só que o predomínio não se repetiu no terceiro set. Tanto que embora tenha aberto 16/14, levou a virada e ficou em desvantagem ao perder para os asiáticos por 25 a 21. O triunfo embalou os iranianos, que chegaram a abrir 8/4 no começo do quarto set. Mas o Brasil conseguiu reagir, empatou o placar em 21 a 21 e triunfou em uma disputa emocionante, com ace de Alan, por 33 a 31, forçando a realização do tie-break.

O set de desempate foi controlado pela seleção, que abriu 8/3 e depois 10/4. Assim, sem sustos, fechou a parcial em 15/10 e o jogo em 3 a 2, assegurando o quarto triunfo em quatro duelos desta edição da Liga das Nações.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário