Guarulhosweb
Guarulhosweb

Com dobradinha da Mercedes, Hamilton lidera primeiro treino livre no Canadá

Redação Guarulhosweb    07/06/2019 13:14

 


O fim de semana do GP do Canadá começou com domínio da Mercedes. Nesta sexta-feira, no Circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, a equipe conseguiu uma dobradinha no primeiro treino livre da sétima etapa da temporada 2019 da Fórmula 1, com Lewis Hamilton à frente.

A Mercedes vem sendo soberana neste campeonato, com vitórias nas seis provas já realizadas, sendo cinco delas com dobradinha. E com quatro triunfos, incluindo as duas últimas provas, Hamilton é o líder do campeonato, tendo na mira o seu sexto título mundial.

Em Montreal, a expectativa é para um fim de semana de mais equilíbrio, pois as longas retas tendem a ser mais favoráveis ao carro da Ferrari. Mas a Mercedes levou ao Canadá um motor atualizado e foi dominante na sessão inicial para a corrida de domingo.

Hamilton, que pode se igualar neste fim de semana Michael Schumacher como piloto que mais vezes venceu o GP do Canadá - o alemão soma sete triunfos contra os seis do britânico - deu um passo para isso ao liderar o primeiro treino livre desta sexta com a marca de 1min12s767 na sua melhor volta.

Logo depois, veio o finlandês Valtteri Bottas, seu companheiro de equipe, com o tempo de 1min12s914. O monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, foi o piloto que mais se aproximou da Mercedes, mas com uma considerável desvantagem, de quase 1 segundo, para Hamilton, a 0s953.

O tempo de Leclerc foi um pouco melhor do que o do quarto colocado o holandês Max Verstappen, da Red Bull, que ficou a 0s035 do monegasco. A 1s138 de Hamilton, o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, ficou na quinta posição, sendo que o vencedor do GP do Canadá de 2018 chegou a rodar durante a atividade. E foi seguido pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Alfa Romeo e seu ex-companheiro de equipe.

O espanhol Carlos Sainz, da McLaren, fechou o primeiro treino livre em Montreal na sétima posição, com o Top 10 sendo completado pelo australiano Daniel Ricciardo, da Renault, o mexicano Sergio Perez, da Racing Point, e o dinamarquês Kevin Magnussen, da Haas.

Com o asfalto tendo pouca aderência, a rodada de Vettel não foi o único incidente da sessão. O italiano Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, bateu na curva 11, o que chegou a provocar a adoção do safety-car virtual.

As atividades do fim de semana da prova prosseguem nesta sexta-feira, às 15 horas (de Brasília), com a realização segundo treino livre. A sessão classificatória será no mesmo horário no sábado, enquanto a largada da corrida ocorrerá às 15h10 do domingo.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário