Guarulhosweb
Guarulhosweb

Policiais de Guarulhos são homenageados por prenderem autor de duplo homicídio

Redação Guarulhosweb    12/06/2019 14:25

 

O governador João Doria e o secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, homenagearam, nesta quarta-feira, 12/06, quatro policiais militares e quatro civis da Grande São Paulo com o título de “Policial Nota 10”. Além deles, outros 14 policiais civis, militares e técnico-científicos foram agraciados.
 
Em sua quinta edição, o programa “Policial Nota 10”, criado pela Secretaria da Segurança Pública, tem como objetivo reconhecer e estimular o bom trabalho policial em todo o Estado de São Paulo. A solenidade aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, na zona oeste da Capital paulista.
 
Na ocasião, dois delegados e quatro investigadores também foram homenageados. Os policiais civis se destacaram pelas diligências que permitiram a localização e prisão do autor de um duplo homicídio, ocorrido no dia 15 de maio, no município de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo.
 
Os agraciados são os delegados titular e assistente da Delegacia Seccional, Genésio Leo Júnior e José Luís Pires Alexandre, respectivamente, e os investigadores Claudinei Henrique dos Santos, chefe da seccional, Luiz Antônio de Araújo, chefe do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), e Denis Jun Yoshida e Marcos Bertolino, também do Garra.
 
No dia dos fatos, duas crianças, de 3 e 8 anos, foram encontradas mortas na casa em que moravam, no bairro Bonsucesso. Elas eram a filha e a enteada do criminoso, que cometeu o ato como vingança a uma possível traição da esposa. O homem fugiu logo após o crime, mas foi detido no mesmo dia.
 
“Realizamos a prisão após conversarmos com um dos familiares do autor. Ficamos sabendo que a última vez que ele havia sumido teria ido ao litoral de São Paulo, então mobilizamos todas as equipes para lá e iniciamos as buscas”, contou Santos.
 
Segundo o investigador, todos os policiais foram até a cidade do litoral mais próxima, que é Santos, uma vez que sabiam que o autor não dirigia nem possuía carro. “Tivemos como ponto de partida a rodoviária e os possíveis percursos que o homem poderia ter feito. Realizamos diligências à beira da praia, na Ponte Pênsil e em hotéis”, relembrou.
 
O autor do crime só foi encontrado após o investigador analisar um áudio, que indicava a ligação do rapaz com uma igreja. Com isso, as equipes passaram a vasculhar todos os locais com essa característica, até que o homem foi localizado e preso. “Em 20 anos, não me lembro de ter atuado em um caso de tamanha comoção. Direcionamos todos os nossos esforços para deter o homicida”, destacou o policial.
 
Santos também ressaltou a importância da homenagem que irá receber. “Entendo como algo positivo e de grande estímulo aos funcionários. Ajuda a resgatar a nossa vocação, assim como no meu caso. Eu amo o que faço. Amo a minha profissão”, concluiu.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário