Guarulhosweb
Guarulhosweb

Messi projeta reação contra o Paraguai: Temos de levantar a cabeça

João Prata    15/06/2019 22:31

 


Messi foi um dos poucos jogadores da seleção argentina que conversou com os jornalistas na zona mista depois da derrota da Argentina por 2 a 0 para a Colômbia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela primeira rodada do Grupo B da Copa América.

O craque do Barcelona disse que é necessário esquecer logo esse tropeço na estreia e já pensar na reação na próxima quarta-feira, contra o Paraguai, no estádio do Mineirão. "É difícil perder. Vamos levar um tempo para aceitar essa derrota, assimilá-la. Mas quando chegarmos em Belo Horizonte já temos que pensar na próxima partida."

Para Messi, a Argentina levou o primeiro gol no momento em que estava melhor no jogo. "Não fizemos um bom no primeiro tempo. Mas acertamos um pouco mais no segundo. Eles abriram o placar com um golaço. A gente criou boas chances. Tem de fazer um bom jogo contra o Paraguai, é levantar a cabeça e seguir em frente. Ainda temos muitas chances."

O camisa 10 teve atuação discreta na etapa inicial, pois não conseguiu se livrar da forte marcação colombiana. Mas na metade final ele apareceu para o jogo e teve duas boas chances para abrir o placar. Na primeira deu uma caneta no adversário, invadiu a área e teve a bola roubada. Na outra, aproveitou sobre do goleiro Ospina, mas cabeceou para fora.

Os colombianos, então, passaram a caçar Messi em campo. O argentino levou pelo menos três faltas muito duras que a arbitragem deu apenas cartão amarelo. Cuadrado o atingiu sem bola, foi advertido pelo juiz e logo depois foi substituído.

Messi, no entanto, sumiu em campo depois que a Argentina sofreu o primeiro gol. "Temos que tentar tirar coisas positivas da partida, dos nossos erros. Ainda temos muitas chances. É absorver o resultado, levantar a cabeça e seguir em frente", encerrou.

Esta foi somente a segunda derrota de Messi em cinco participações no torneio. A outra foi em 2007, quando a Argentina perdeu a final por 3 a 0 para o Brasil. Desde então, a seleção de Messi foi eliminada nos pênaltis - caiu nas quartas em 2011 ao empatar por 1 a 1 com o Uruguai. Em 2015 e em 2016, a equipe ficou no 0 a 0 com o Chile.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário