Guarulhosweb
Guarulhosweb

Tailandês é promovido e assume lugar de Gasly na Red Bull até o fim da temporada

Redação Guarulhosweb    12/08/2019 09:07

 


No meio das férias de verão da Fórmula 1, a Red Bull anunciou nesta segunda-feira uma mudança nas duplas de pilotos de suas duas equipes. O francês Pierre Gasly foi mandado de volta para a Toro Rosso, o time B, como consequência de sua temporada decepcionante. Como consequência, o tailandês Alexander Albon foi promovido e vira companheiro do holandês Max Verstappen no restante da temporada, começando pelo GP da Bélgica no próximo dia 25.

De acordo com o comunicado divulgado nesta segunda-feira em seu site oficial, o objetivo da Red Bull é fazer uma análise direta do desempenho dos pilotos. O motivo é a busca por um companheiro para Verstappen em 2020, vaga que segue sem dono.

"A Red Bull está na posição única de ter quatro pilotos talentosos que podem ser revezados entre Red Bull e Toro Rosso", explicou o comunicado da equipe austríaca. "O time vai utilizar as próximas nove corridas para avaliar a performance do Alex (Albon) e fazer uma decisão de quem vai pilotar ao lado do Max (Verstappen) em 2020. Todos no time estão ansiosos em receber o Alex e o ajudar durante sua próxima fase em sua carreira na Fórmula 1", seguiu.

Pierre Gasly havia sido definido para a equipe principal da Red Bull como substituto do australiano Daniel Ricciardo em 2019, tendo impressionado em sua primeira temporada completa na Fórmula 1 com a Toro Rosso no ano passado. No entanto, o francês decepcionou nesta primeira metade do ano, marcando 63 pontos e sem pódios, contra os 181 de Verstappen e duas vitórias (Áustria e Alemanha).

A Red Bull também confirmou que Gasly retornará à Toro Rosso, fazendo parceria com Daniil Kvyat. O russo, que foi rebaixado para a equipe B no meio da temporada há três anos para dar lugar a Verstappen, marcou o primeiro pódio da Toro Rosso desde 2008 no GP da Alemanha. Em 2019, ele acumulou 27 pontos contra 16 de Albon.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário