Guarulhosweb
Guarulhosweb

Guarulhos abre mais de 3 mil vagas de telemarketing em 2019; o que explica a rotatividade?

Vinícius Bacelar    14/08/2019 15:41

 

Empresas de telemarketing anunciam vagas de trabalho com bastante frequência no Brasil, mesmo em um período de recessão econômica. Só em Guarulhos, entre 1º de janeiro e 5 agosto de 2019, a Atento, uma das maiores provedoras deste tipo de serviço no País, anunciou nada menos do que 3.170 oportunidades de trabalho.
 
O GuarulhosWeb perguntou à empresa se estes números elevados são consequência de uma alta rotatividade no setor. A Atento confirmou o fluxo elevado, justificando que muitas pessoas enxergam o telemarketing apenas como um segmento de entrada no mercado de trabalho. 
 
"Todo este cenário se dá devido à natureza do nosso negócio. A Atento é, por exemplo, a primeira oportunidade profissional para muitas pessoas em um ambiente corporativo estruturado. Essas pessoas querem uma oportunidade para entrar no mercado de trabalho, oferecemos plano de carreira, mas muitas vezes ficamos como porta de entrada", argumentou a empresa, que completou: "A cada mês contratamos em média 4 mil novos colaboradores no Brasil, sendo 97% para cargos operacionais. Por ano, recebemos em torno de 420 mil candidaturas de emprego". 
 
No entanto, para a psicóloga Jennifer de França Oliveira Nogueira, diretora executiva da Sociedade de Cardiologia de São Paulo (Socesp), os motivos da alta rotatividade são outros. De acordo com ela, este grande fluxo é causado pelo estresse e pelos baixos salários oferecidos pelas empresas de telemarketing. 
 
"Geralmente a remuneração não é tão satisfatória. Sendo assim, as vagas são preenchidas por pessoas em início de carreira e em formação. Os baixos rendimentos aliados às cobranças por alta produtividade, que algumas vezes podem ser consideradas casos de assédio moral; à precariedade das condições ambientais; ao elevado nível de estresse e adoecimento, levam a procura de melhores campos e condições de trabalho, ocasionando a alta rotatividade da área", avaliou a especialista.
 
A psicóloga também ressaltou que o estresse pode causar outras doenças como alergias, dores crônicas, depressão e até problemas cardiovasculares. "A saúde, tanto física como mental, do profissional pode ser afetada, levando a maiores riscos, tanto de estabelecimento de uma doença grave quanto de perda do emprego por baixa produtividade", pontuou. 
 
Solução
De acordo com a especialista, há maneiras de melhorar este cenário dentro das empresas de telemarketing. Ela sugeriu duas frentes de ação, uma que depende das empresas e outra que depende do próprio profissional. 
 
"A primeira é na melhoria das condições físicas e mentais de trabalho, o que depende da disponibilidade da empresa. Inserir treinamentos de resoluções de problema, atendimento, comunicação efetiva, por exemplo. A segunda são ações pessoais. Podemos realizar mudanças em nossa rotina diária para conseguir minimizar a sobrecarga do estresse, como a prática regular de atividade física e/ou esporte, alimentação equilibrada, descansos e lazer periódicos, dormir em média 8 horas por dia. E se perceber que não consegue sozinho realizar tais mudanças e minimizar esse estresse, procurar acompanhamento psicoterápico e avaliação médica", indicou.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário