Sábado, 29 de Fevereiro de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Corregedoria de Justiça decide futuro de juiza da 8ª Vara Cível de Guarulhos

Por Redação GuarulhosWeb

06 de Outubro de 2016

A conduta, relacionamento e o comportamento profissional da juíza titular da 8ª Vara Cível de Guarulhos, Márcia Blanes, no exercício de sua atividade, foram motivos para que a direção da OAB Guarulhos solicitasse abertura de processo de investigação de sua postura junto a Corregedoria do Tribunal de Justiça, que decide em um período a ainda sem prazo estipulado o futuro da magistrada, que está na cidade há nove anos. 
 
"Há muito tempo ela vem apresentando problemas na cidade. E esse problema vem se avolumando. Desde que assumi a presidência da OAB Guarulhos pedi para instaurar um expediente pra reunir elementos, e agora neste mês de agosto estive na Corregedoria da Justiça e a representei pedindo a remoção dela", explicou o presidente da OAB Guarulhos, Alexandre de Sá.
 
Com a denúncia formalizada, o Tribunal Corregedor enviou nesta quinta-feira, 06, até a 8ª Vara quatro juízes e assistentes para coletar depoimentos de testemunhas indicadas pelo mandatário da OAB Guarulhos. Além dos magistrados, que representavam a corregedoria, cerca de 150 advogados estiveram naquela unidade de Justiça para acompanhar a diligência.
 
"Fiz uma mobilização da classe que está indignada com a forma que essa juiza trabalha e prejudica a todos, inclusive, os cidadãos, retarda demais os processos e de forma esdruxula extingue processos sem pé e nem cabeça. Não atende bem os advogados, é grosseira, além do descumprimento de acórdãos do tribunal", declarou Alexandre.
 
De acordo com o mandatário da subseção Guarulhos da Ordem dos Advogados do Brasil, a juíza Márcia Blanes não será afastada de sua atividade ou transferida da cidade de Guarulhos. Ele afirma que solicitou tal medida a Corregedoria, que entendeu ser desnecessária. No entanto, não existe prazo para que haja uma definição sobre o futuro da juíza em questão.