De compacto a caminhão, JAC lança 5 modelos elétricos de uma só vez

Texto e fotos: Paulo Manso - 18/09/2019 12:36

autos01 de Guarulhosweb
A montadora JAC Motors lançou uma linha de 5 modelos de veículos elétricos de uma só vez. A apresentação de três desses modelos foi feita a um grupo de jornalistas na manhã desta segunda-feira, 16/09 (Dia Mundial para a Preservação da Camada de Ozônio), em uma concessionária, em Santo Amaro, na Capital, onde também funciona o Centro de Distribuição da marca.
 
“Resolvemos assumir a vocação de buscar um mundo melhor e investimos seriamente numa significativa evolução do nosso modelo de negócio. Manteremos nossa linha de modelos térmicos, com motores tradicionais, embora a família de elétricos assuma o protagonismo na marca. A ideia é chacoalhar o mercado”, disse o presidente da JAC Motors Brasil, Sergio Habib.
 
São três utilitários-esportivos, uma picape cabine dupla e um caminhão para 6 toneladas que estão sendo apresentados, com a pretensão de escreverem um novo capítulo da história da mobilidade no país. Habib deixou claro que a intenção, antes de qualquer coisa, é ser protagonista no segmento de elétricos no país.
 
Ele apresentou o quanto esse tipo de veículo ainda é pouco utilizado no mundo. “Nós, aqui no Brasil, consumimos muita mídia ocidental. Mas o elétrico é muito forte na China. No restante do mundo, o uso aumenta, mas de forma mais tímida. É o carro do futuro. É disruptivo e vai mexer significativamente com a indústria automobilística. É questão de tempo. E a JAC quer estar à frente quando o elétrico ganhar volume em nível mundial”, apontou.
 
A China dominou as vendas desse tipo de veículo em 2018, com 61% do volume. Os chineses consumiram 1,25 milhão de BEVs (Battery Electric Vehicle). Os Estados Unidos, venderam apenas 400 mil (metade na Califórnia). 300 mil foram vendidos na Europa e 100 mil em todo o resto do mundo (para se ter uma ideia do quanto o Brasil está atrás nesse mercado).
 
Benefícios dos BEVs
Em sua apresentação, Sergio Habib demonstrou as vantagens que os carros elétricos trazem para o meio ambiente e para o bolso dos clientes, já que não poluem o ar, não emitem ruído e, apesar de serem mais caros que os carros térmicos, têm custos de manutenção mais baixos, o que compensaria aos consumidores financeiramente em médio prazo.
 
“Muito se fala da proteção à natureza, mas pouco se faz de efetivo. À indústria automobilística, cabe a oferta de produtos que emitam menos poluentes. E a JAC lança veículos com emissão “zero”, explicou, apontando que a montadora é a 5ª no mundo em fabricação de BEVs.
 
Segundo Habib, os BEVs têm custo de manutenção e de utilização 6 vezes menor que os carros convencionais, além de receber incentivos fiscais (de IPVA) e isenção de rodízio. “É algo que mudará significativamente o mercado automobilístico e o de manutenção e autopeças. Para se ter uma ideia, um carro térmico tem cerca de 15 mil peças. O BEV apenas 3 mil”.
 
Lado negativo
O presidente da JAC apontou pontos negativos de se ter um BEV no Brasil. “Não podemos negar que a estrutura do nosso país para o carregamento das baterias ainda é precária. E isso não deve mudar tão cedo”, admitiu.
 
A autonomia dos veículos não passa dos 320 km com a energia da bateria, e isso significa certa dificuldade para o motorista que gosta de fazer viagens mais longas. “Nós temos tecnologia que retorna energia à bateria e parcerias que garantem o carregamento portátil ou em casa. Mesmo assim, para se ganhar volume é preciso um investimento maior em carregadores”.
 
Uma das parcerias citadas por Habib é com a EDP Brasil, que faz a instalação de um equipamento apropriado para ser integrado à rede elétrica da residência do usuário, chamado Wall Box (custa aproximadamente R$ 8.500). Para recarregar o BEV em qualquer outra localidade, o usuário pode fazer uso do cabo de carregamento portátil, que é oferecido como opcional no ato da venda do veículo por R$ 3.990.
 
Outras parcerias foram fechadas pela JAC com o Banco Santander, para linhas de financiamento diferenciadas para BEVs da marca; e com a Sura Seguros, que trabalhará com linhas exclusivas de prêmios para segurar os modelos da JAC.
 
Cinco modelos de uma vez
A JAC comemorou ter lançado uma linha completa de carros elétricos, contra apenas 1 modelo das concorrentes que arriscaram entrar nesse mercado. “Hoje lançamos o elétrico mais barato, a única picape elétrica e o primeiro caminhão urbano elétrico. Não é pouca coisa”, disse Habib.
 
O GuarulhosWeb testou três dos cinco modelos:
 
- O JAC iEV 20 é um SUV de entrada, com as primeiras entregas agendadas para janeiro de 2020. Possui 41 kWh de capacidade máxima de carga (320 km de autonomia NEDC) e vai custar R$ 119.900;
 
- O JAC iEV 40, que terá as primeiras unidades entregues já em setembro. O SUV de porte médio tem 40 kWh de baterias e atinge 300 km de autonomia. Preço: R$ 153.500;
 
- E a picape, que vai se chamar JAC iEV 330P. Serão 67 kWh e 320 km de autonomia. Chegará em abril de 2020 por R$ 229.900.
 
Além desses, foram lançados o JAC iEV 60 (SUV maior, mais refinado tecnologicamente e que chega em julho de 2020 ao mercado, com 63 kWh de capacidade de carga, autonomia de 380 km e preço de R$ 198.900); e o o JAC iEV 1200T, caminhão que terá capacidade para 6 toneladas de PBT, 97 kWh e 200 km de autonomia. Vai custar R$ 259.900.
 
Os modelos trazidos pela JAC Motors – alguns serão únicos em suas categorias – trazem recursos tecnológicos de última geração:
 
- baterias de íon-lithium com sistema líquido de arrefecimento, que garantem o uso numa faixa ideal de temperatura, evitando que haja desperdício de carga por excesso de frio e/ou calor;
 
- sistemas eletrônicos e conectores utilizados em indústria aeroespacial – são a última palavra em durabilidade, eficiência e vedação;
 
- sistema de trava do cabo de recarregamento quando está sendo usado. Ele só libera do engate quando destravado pelo controle remoto de abertura das portas dos carros;
 
- i-Pedal – tecnologia que regenera a carga das baterias nas desacelerações, podendo ser intensificada pela função ECO, disponível no painel de instrumentos. As desacelerações se tornam tão eficientes que as pastilhas de freios chegam a durar mais de 100 mil km pela economia de uso no dia a dia. O funcionamento é simples: soltando o pedal do acelerador, o carro reduz gradualmente a velocidade sem que se precise aplicar o pedal de freio;
 
- quadros de instrumentos com escala gráfica de “consumo instantâneo”, que permite ao usuário verificar todo o tempo se seu modo de guiar é econômico e o quanto se está aproveitando de regeneração das baterias;
 
- sistema de telemetria ativo com monitoramento à distância pela Central de Atendimento da JAC Motors/Grupo SHC. Mediante autorização do usuário, a central acompanha a localização instantânea do carro. Dentre outras vantagens, verifica o nível da carga da bateria e orienta o motorista quando estiver abaixo do recomendável. Também previne necessidade de reparos;
 
- exclusivo aplicativo para smartphone. Ele possibilita a verificação da carga da bateria, autonomia, situação de recarga durante o carregamento e ainda conta com um sistema de rastreamento e telemetria com diagnóstico à distância. Torna possível o controle elétrico dos vidros, abertura das portas e acionamento do ar-condicionado.
 

Seja o primeiro a comentar esta notícia.


Participe! comente esta notícia
informe o seu nome.
@
por favor um e-mail válido
T

Veja Também

Fiat Strada Hard Working, a picape pequena feita para o trabalho resiste ao tempo

No mercado há 20 anos, a picape pequena Fiat Strada sobrevive como líder em um segmento que perde espaço para as médias,...

20/10/2019 11:35
Nissan Kicks S CVT, a versão de entrada do SUV com câmbio automático

Na disputada corrida pela preferência do consumidor em busca de SUVs médios, a Nissan tem posição de destaque com seu...

12/10/2019 11:48
Honda HR-V Touring, um SUV médio de luxo em um patamar acima da concorrência

Um SUV médio de luxo, com excelente desempenho e que impõe respeito. Este é o novo Honda HR-V Touring 2020, a versão topo...

06/10/2019 14:07

Últimas Notícias

Política

Vereadores querem interditar Aeroporto de Guarulhos por falta de AVCB

Nesta terça-feira, 22/10, a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal de Guarulhos obteve a...

22/10/2019 21:42

Cidades

Saúde promove o 5º Simpósio de Infecção Relacionada à Assistência

Cerca de 100 pessoas participaram nesta terça-feira, 22/10, do 5º Simpósio de Infecção Relacionada à...

22/10/2019 18:41

Educação

Iniciativa do MEC visa a criação de um banco de dados nacional dos estudantes

Nesta segunda-feira, 21/11, o Ministério da Educação (MEC) anunciou a criação do Sistema Educacional Brasileiro...

22/10/2019 18:03