Óleo achado em praias tem origem na Venezuela, diz laudo da Universidade da Bahia

José Maria Tomazela - 10/10/2019 17:19


O óleo achado no Nordeste é proveniente de bacia petrolífera da Venezuela, aponta laudo divulgado nesta quinta-feira, 10, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Anteriormente, análises da Marinha e da Petrobras já haviam indicado que o poluente tinha origem no país vizinho. O governo Nicolás Maduro, porém, nega que o petróleo seja do país vizinho.

Conforme a diretora do Instituto de Geociências da universidade, Olívia Oliveira, a análise de amostras recolhidas no litoral da Bahia e de Sergipe, apresentou a presença de carbono e de biomarcadores e que têm semelhança com um dos tipos de petróleo produzido na Venezuela.

Segundo ela, nenhum petróleo produzido no Brasil apresenta distribuição de biomarcadores similares aos encontrados nas amostras. Os biomarcadores são organismos que viveram em determinadas eram geológicas, possibilitando comparar as idades das bacias petrolíferas.

As pesquisas foram realizadas em parceria com a Universidade Federal do Sergipe (UFS). Foram analisadas nove amostras, sete delas colhidas no Estado vizinho. As análise geoquímicas foram feitas no Laboratório de Estudos do Petróleo (Lepetro) da UFBA.

A cientista ressalvou que, por causa do longo período que o material está no mar, não é possível afirmar se as manchas são de petróleo cru. "Parece muito com petróleo cru, mas não descartamos que possa ser bunker, combustível de navio. É um óleo pesado, com certa degradação", explicou, durante entrevista coletiva.

As análises serão encaminhadas para o Instituto do Meio-Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) da Bahia e colocadas à disposição dos órgãos que investigam o desastre.

Na manhã desta quinta, manchas de óleo foram achadas na praia de Arembepe, em Camaçari, na Grande Salvador. É o local mais ao sul do Nordeste já tocado pela poluição.

Conforme o Inema, já são 14 praias e localidades afetadas pela poluição. Em Camaçari, também foram atingidas as localidades de Guarajuba e Itacimirim.

No município de Conde, o óleo atingiu a Barra do Siribinha, Barra do Itariri, Sítio do Conde e Poças. Em Jandaíra, houve registros em Coqueiro e Mangue Seco. O óleo chegou também em Esplanada (Baixio e Mamucabo), Entre Rios (Subaúma e Porto do Sauípe) e Mata de São João (Praia do Forte).

Seja o primeiro a comentar esta notícia.


Participe! comente esta notícia
informe o seu nome.
@
por favor um e-mail válido
T

Veja Também

Prefeitura de Votuporanga demite educadora de creche suspeita de dopar crianças

A prefeitura de Votuporanga, no interior de São Paulo, demitiu uma educadora do Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Valter Peresi sob...

23/10/2019 17:14
Serra concede vista coletiva para relatório sobre Coaf e encerra audiência

A audiência pública sobre a Medida Provisória 893, que cria o "novo Coaf", transformou-se em um embate entre o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP)...

23/10/2019 16:53
Relator da Lava Jato no STF, Fachin vota a favor de prisão em 2ª instância

O relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, votou nesta quarta-feira, 23, a favor da possibilidade de...

23/10/2019 16:44

Últimas Notícias

Economia

Prefeitura alerta população sobre cuidados na compra de imóveis

Muita gente tem dúvidas na hora de comprar um imóvel sobre quais documentos solicitar e onde procurar informações. Afinal,...

23/10/2019 18:02

Cidades

Alunos da EPG Graciliano Ramos encenam adaptação de obra infantil

O teatro do CEU Ponte Alta recebeu no último domingo, 20/10, a apresentação teatral “Quem tem medo do medo?”, do...

23/10/2019 17:38

Cidades

Prefeitura prepara cemitérios municipais para o Dia de Finados

Nesta semana, os quatro cemitérios municipais de Guarulhos tiveram as obras de zeladoria (roçagem, capina, pintura de guias e poda de...

23/10/2019 17:18