Um ano depois, tumulto que matou 3 em baile funk no Vermelhão segue sem solução

Katia Russões - 02/12/2019 19:34

policial de Guarulhosweb
A tragédia durante o baile funk na comunidade de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, no último domingo, 1º/12, matou nove pessoas, deixou sete feridas e fez muito guarulhense lembrar de tumulto parecido, ocorrido em novembro do ano passado, no bairro Vermelhão. Um ano após a tragédia local, que matou três pessoas pisoteadas, o caso ainda não foi resolvido.
 
O caso é investigado pelo 8º DP de Guarulhos. O inquérito policial encontra-se no Fórum Distrital da cidade com pedido de quebra do sigilo telefônico de um dos organizadores do evento. “Até o momento, não foram identificadas provas de abusos praticados pelos policiais militares envolvidos na ocorrência”, afirma nota da Secretaria Estadual de Segurança Pública enviada ao GuarulhosWeb.
 
Na tragédia guarulhense, uma ação policial no baile funk em Guarulhos, também terminou com tumulto. Segundo testemunhas, a confusão teve início quando a Polícia Militar jogou bombas e spray de pimenta nos participantes da festa, na região dos Pimentas. 
 
No local, morreram pisoteados Marcelo do Nascimento Maria, de 34 anos, Micaela Maria de Lima Lira, de 27, e Ricardo Pereira da Silva, de 21.  À época, a PM instaurou inquérito policial-militar para apurar todas as circunstâncias dos fatos e verificar se há conexão entre as mortes e uma tentativa de abordagem dos agentes de segurança.
 
Na Capital
Nove pessoas morreram pisoteadas e sete ficaram feridas após um tumulto em um baile funk na comunidade de Paraisópolis, zona sul de São Paulo, na madrugada de domingo. Policiais militares perseguiam dois suspeitos em uma motocicleta quando entraram no local onde ocorria a festa, com cerca de cinco mil pessoas, segundo a corporação. As identidades das vítimas - uma mulher, sete homens e um adolescente de 14 anos - ainda não foram divulgadas. A polícia diz que não houve disparo de arma de fogo pelos policiais.
 


Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Anônimo - 03/12/2019 08:51
Brasil

País de décimo mundo, crucificado os policiais por ter restabelecido a ordem, quem matou os adolescentes foram os próprios freqüentadores ou seja cada um por si. Parabéns a PM. Quem procura acha espero q continue a combater essa bagunça. Não tem como fazer omelete sem quebrar os ovos. Fora p


Participe! comente esta notícia
informe o seu nome.
@
por favor um e-mail válido
T

Veja Também

Deic prende seis envolvidos em roubos de carga

A Polícia Civil deteve, nesta quinta-feira, 13/12, seis pessoas envolvidas em roubo de cargas. As prisões foram realizadas, após...

13/12/2019 13:50
Dise Guarulhos apreende drogas, arma, munições e anotações do tráfico de drogas em Cumbica

Após dois meses de investigações a Divisão de Investigação Sobre Entorpecentes Guarulhos (DISE) deteve na...

13/12/2019 13:00
Jovem é encontrado morto em carro que caiu em córrego no Taboão

Após mais de três horas de operação, os Bombeiros e a Polícia Militar retiraram o carro que caiu no córrego...

12/12/2019 20:49

Últimas Notícias

Notícias Gerais

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 36 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do Concurso 2.216 da Mega-Sena sorteadas ontem (14), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo. O...

15/12/2019 08:15

Policial

Bombeiro de Guarulhos é acusado de matar homem em briga de trânsito

Gregory Rodrigues é soldado da Polícia Militar, lotado no 5º Grupamento de Bombeiros, de Guarulhos, é acusado de matar um...

15/12/2019 07:33

Cidades

Baile do Vermelho e Branco agita o CCI Santa Mena

A agitação tomou conta do Centro de Convivência do Idoso (CCI) Santa Mena nesta sexta-feira, 13/12,...

13/12/2019 19:15