Segunda Feira, 06 de Julho de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Shoppings só podem reabrir dia 22, das 14h às 22h; restaurantes só voltam em julho

Reabertura da economia ainda depende da redução da ocupação hospitalar

Por Redação GuarulhosWeb

02 de Junho de 2020 as 21:13

Guti afirmou que publicará, nesta quarta-feira, 3/6, decreto que flexibilizará a quarentena em Guarulhos a partir do dia 15/6. Shoppings poderão reabrir uma semana depois, no dia 22 e os bares e restaurantes apenas no mês de julho, de acordo com o documento.

O comércio terá o horário de funcionamento determinado entre 10h e 16h e terá a retomada dividida em três datas: dias 15 e 22/ e dia 6/7. Os serviços deverão atender entre 9h e 15h. Os períodos foram determinados para evitar aglomerações no transporte sem atrapalhar o horário de pico da indústria, que não parou durante a pandemia.

Apesar do plano, Guti deixou claro que o afrouxamento das regras vigentes acontecerá apenas se o número de leitos de UTI disponíveis estiver satisfatório. "Nós temos 12 ou 13 dias para consolidar a contratação dos leitos e a feitura dos dez leitos no 3CGru. Teremos tempo de 34 novos leitos de UTI funcionando. Assim, a retomada econômica colocará a vida das pessoas em primeiro lugar. Faremos de forma muito consciente", disse.

"O documento pode ser modificado a qualquer momento de acordo com os leitos de UTI, antecipando ou adiando. Se durante a retomada, os leitos ficarem lotados, teremos que recuar", completou o prefeito.

Outro fator importante é que, continua em vigor o decreto estadual que obriga a utilização de máscaras para todos os cidadãos que saírem de suas residências. Os detalhes serão divulgados na publicação do decreto.

Poderão funcionar, a partir do dia 15/6, entre 9h e 15h, os seguintes serviços: Prestação de 

Lavanderias

Escritórios (contabilidade, advocacia...)

Cartórios

Locadoras de veículos

Despachantes

Auto-escolas

Igrejas e templos religiosos em seus respectivos horários, com 25% da capacidade, assepsia (limpeza do local) e distribuição de álcool gel.

O comércio será dividido em três fases. Poderão funcionar a partir do dia 15/6, entre 10h e 16h, os seguintes estabelecimentos:

Perfumarias

Papelarias

Floriculturas

Concessionárias

Cabeleireiros, barbearias e manicures poderão reabrir com hora marcada e limitando o atendimento de uma pessoa por profissional.

Comércio de embalagens (entre 10h e 22h ou 24 horas se estiver localizada dentro do aeroporto)

A partir de 22/6, entre 10h e 16:

Lojas de utensílios, cama mesa e banho

Comércio de móveis e colchões

Artigos de armarinho

Lojas de artigos esportivos

Relojoarias e joalherias

Comércio eletrônicos

Calçados (sem a utilização de provadores)

Comércio ambulante

Sorveterias e bombonieres

Trailers e veículos motorizados em locais autorizados e estabelecidos, apenas nos sistemas drive-thru e delivery.

Os Shopping Centers terão outras regras de funcionamento e horário diferenciado, entre 14h e 20h. Dentre elas:

- Estacionamento com 25% da capacidade, praça de alimentação por delivery

- Limitar permanência de clientes em atendimento em 25%. O mesmo vale para cada loja.

- Cada cliente deverá ter um atendente específico nas lojas.

- Boliches, cinemas, parques de diversão e áreas de lazer não poderão funcionar. Não há data para retorno dessas atividades.

Os shoppings, bem como todo estabelecimento acima de 100 metros quadrados, deverão aferir temperatura dos visitantes.

6/7, entre 10h e 16h

Bares, lanchonetes, restaurantes e casas do Norte, com capacidade reduzida (Qualquer comércio poderá funcionar de portas fechadas ou sistema delivery nos demais horários, conforme acontece hoje.

20/7

Academias (com critérios rígidos de higienização)

Cinemas e teatros (capacidade reduzida)

Estabelecimentos de eventos (capacidade reduzida)