Quarta Feira, 08 de Julho de 2020
(11) 94702-3664 Whatsapp

Passe Livre marca manifestação contra aumento de passagens em Guarulhos

Por Redação GuarulhosWeb

07 de Janeiro de 2015

O Movimento Passe Livre, que ficou conhecido em junho de 2013 pelas manifestações que pediam a diminuição nos valores das passagens de transporte, marcou para a próxima segunda-feira, dia 12, protestos por todo o país, incluindo Guarulhos. Eles são contra o aumento das passagens de R$ 3,00 para R$ 3,50 no último dia 28 de dezembro, em um decreto assinado pelo prefeito Sebastião Almeida (PT), dia 22. 

A manifestação programada para dia 12 de janeiro pelo Movimento Passe Livre Guarulhos (MPL-GRU), contra o aumento das tarifas dos ônibus municipais de R$3 para R$3,50 até a manhã desta quarta-feira (7) reunia cerca de 1.800 pessoas em uma página do Facebook.

Os manifestantes pretendem iniciar a concentração às 17horas em frente a Igreja Matriz na Praça Tereza Cristina na região central da cidade. Na página do Facebook ,o grupo se diz contrário ao aumento da tarifa e pretende lutar pela tarifa zero. E citam: “se a tarifa não baixar a cidade vai parar”.

Na tarde desta quinta-feira (8), o MPL-GRU convidou coletivos políticos, artísticos e toda a população da cidade para discutir o aumento da tarifa. O Movimento acredita que o aumento das tarifas gera a exclusão da mobilidade urbana.

 

Em nota enviada ao GuarulhosWeb, o MPL-GRU ressaltou que o aumento das tarifas não eleva a qualidade no atendimento nem os salários dos motoristas e cobradores. Além disso, o grupo chama a atenção para a falta de acesso as planilhas de custos das empresas de ônibus que justifiquem o aumento.

Outro ponto abordado foi a Tarifa Zero que, segundo o grupo, não é uma questão de técnica e sim de interesse político. O que estaria gerando mais interesse pelo transporte privado.

Em 21 de junho de 2013, a população foi às ruas para protestar contra o aumento de R$0,20 nas tarifas do transporte público municipal. Porém na data o prefeito Sebastião Almeida já havia reduzido o valor. Mesmo com esta notícia milhares de guarulhenses se concentraram em frente a Igreja Matriz na região central e caminharam até o aeroporto de Guarulhos.

Segundo o MPL-GRU, não há como saber qual será a reação do poder público com relação às novas manifestações. “Enquanto as empresas pressionam o poder público para garantir seus lucros, nós estaremos nas ruas pela tarifa zero para toda a população”, encerrou a nota

O trajeto da manifestação desta segunda-feira (12) será decidido em assembleia momentos antes do inicio. A Prefeitura, a Guarda Civil e a Secretaria de Transportes e Transito da cidade foram questionadas sobre as mudanças e a segurança dos manifestantes, porém a Secretaria de Comunicação informou que não iria se pronunciar por não saber se haverá tal evento.